Senado americano faz votação extra para eliminar Obamacare

O Senado americano, controlado pelos republicanos, votou na madrugada desta quinta-feira um procedimento que abre caminho para a eliminação da lei do seguro saúde, uma iniciativa emblemática do presidente Barack Obama. Os congressistas votaram uma medida de conciliação do Orçamento nacional entre a Câmara de Representantes e o Senado, a via legislativa para revogar o chamado Obamacare. A medida foi aprovada por 51 votos a 48. Com a votação desta noite, os republicanos retiraram o primeiro fio para desfazer todo o nosso sistema de seguro saúde — lamentou a senadora democrata Debbie Stabenow.

A medida prevê que os esforços de oito anos de Obama para estender a cobertura de saúde a dezenas de milhões de americanos permanecerão sob cerco assim que o presidente eleito Donald Trump tomar posse em 20 de janeiro, uma vez que os republicanos, maioria em ambas as casas do Congresso, estão determinados a destruí-lo.

— A revogação republicana vai colocar as companhias de seguros de volta no comando da nossa saúde, retirará a proteção de todos os americanos com seguro de saúde, acabará com o seguro de 30 milhões de americanos e aumentará os preços de medicamentos prescritos para todos — declarou Stabenow. — Em vez de abolir a reforma da saúde e enfraquecer o Medicare (seguro saúde dos aposentados) e Medicaid (seguro saúde para os mais pobres), os republicanos deveriam trabalhar com os democratas para melhorar a saúde e reduzir os custos da saúde para todos os americanos.

Os republicanos disseram que a votação no Senado foi o primeiro prego no caixão de uma lei que eles prometeram eliminar.

— A aprovação desta resolução inicia o importante processo de revogação e substituição do Affordable Care Act (Obamacare), sobre o qual nunca deixei de dizer que apresentava defeitos desde o seu início — afirmou o senador republicano Thad Cochran após a votação. — A meta será destravar políticas e regulações que limitam as escolhas, aumentam os gastos e diminuem o acesso à saúde.

Trump fez da revogação do seguro saúde uma plataforma central de sua campanha para a Casa Branca.

Em sua primeira coletiva de imprensa como presidente eleito, ele afirmou que o Obamacare será substituído por um programa que será elaborado assim que seu secretário de Saúde assumir.

— O Obamacare é um problema dos democratas. Vamos tirar o problema das mãos deles — declarou, acrescentando que os democratas deveriam ser gratos por isso.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.