Semana Mundial do Aleitamento Materno começou hoje

 

Para incentivar a amamentação exclusiva até o sexto mês de vida do bebê, o HU-UFMA preparou uma programação especial com dia marcado para mobilização de um mamaço (amamentação coletiva)

 

 

Com o tema “Ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você”, tem início hoje (1º) a Semana Mundial do Aleitamento Materno e o mês de conscientização sobre a amamentação, “Agosto Dourado”. Em celebração, o Hospital Universitário da UFMA (HU-UFMA) preparou uma vasta programação, como forma de incentivar a amamentação exclusiva até o sexto mês de vida do bebê e complementado até os dois anos ou mais.

 

Hoje, por exemplo, foi realizada pela manhã a Blitz da Amamentação, uma ação descontraída e lúdica organizada pelo Comitê de Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC) e pelo Banco de Leite Humano, que percorrerá os corredores das Unidades Materno Infantil e Presidente Dutra, cantando músicas parodiadas que remetem ao tema.

 

Na quarta-feira (2), o Banco de Leite Humano realizará ação de orientação às gestantes e puérperas, das 9h às 11h, na UBS Genésio Ramos, na Cohab. Na quinta (3), considerado o dia D da mobilização do HU-UFMA, ocorrerá ação educativa no Shopping da Ilha, das 14h às 19h, com o tema “Praça da Amamentação”, organizada pelo Banco de Leite em parceria com a Sociedade Maranhense de Puericultura e Pediatria, com o apoio da Rede Ama e da Roda de Maternagem, momento em que será mobilizado um grande mamaço (amamentação coletiva) no shopping.

 

Já na sexta-feira (4), último dia de programação, será realizada uma ação, das 9h às 11h, na UBS Amar, no Vicente Fialho, e às 15h uma ação interna na Unidade Materno Infantil, que reunirá as mães da UTI Neonatal e do Alojamento Conjunto para uma roda de conversa.

 

Dados do Ministério da Saúde registram que, no Brasil, apenas 41% das mães amamentam exclusivamente até os seis meses.

 

Saiba mais

O leite materno é considerado o melhor alimento para os bebês, por trazer inúmeros benefícios essenciais para a vida do recém-nascido.  Ele contém todos os nutrientes necessários para que o bebê cresça saudável, sem que seja necessário qualquer outro tipo de alimentação antes dos seis meses de vida, ajudando no fortalecimento da imunidade, na diminuição dos riscos a alergias e no combate à anemia.

 

Mas os benefícios não são só para o bebê, a mãe também é favorecida com uma recuperação mais rápida do útero, diminuindo o risco de hemorragia e anemia após o parto. Ajuda também na redução do peso e minimiza o risco de desenvolver câncer de mama e de ovário.

 

Agosto Dourado

 

A Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM) é uma estratégia idealizada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (Waba, a sigla em inglês). Ela foi iniciada em 1992 e, oficialmente, é celebrada de 1º a 7 de agosto. Em cada ano, é trabalhado um tema diferente que foque na sobrevivência, proteção e no desenvolvimento da criança.

 

O “Agosto Dourado” é uma extensão da SMAM e simboliza a luta pelo incentivo à amamentação. A cor dourada está relacionada ao padrão ouro de qualidade do leite materno. É uma cor especial, que já percorre o mundo com o seu laço simbólico. De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o Laço Dourado é, em si, uma maneira de promover o valor da amamentação para a sociedade.

 

Banco de Leite Humano do HU-UFMA

 

Além da importância de amamentar seu próprio filho, muitas mães também podem levar esse benefício para outros bebês. É o caso de mulheres que têm leite excedente e não apresentam problemas de saúde, podendo, dessa forma, realizar a doação de leite materno. Uma ação simples, mas que traz benefícios inestimáveis. O Banco de Leite Humano conta com uma equipe multiprofissional, preparada para oferecer toda a assistência à mãe e ao bebê, podendo, inclusive, fazer a coleta domiciliar, proporcionando bastante comodidade a essas doadoras.

 

O Banco de Leite funciona de segunda a sexta, na Unidade Materno Infantil, das 7h às 19h. A estrutura do BLH é formada por sala de processamento e pasteurização do leite, consultórios pediátricos, sala de reunião para palestras com as mães, sala de estudo e pesquisa e sala de pesagem dos bebês.

 

Lá é promovida a assistência aos bebês que nascem na Unidade Materno Infantil, com acompanhamento também às mães que apresentam problemas de amamentação, consultas pediátricas, visitas domiciliares (orientação correta para amamentação e coleta do leite), pasteurização com rigoroso controle de qualidade do leite coletado antes de sua distribuição às crianças prematuras da UTI Neonatal, além do atendimento especializado e atividades de ensino e pesquisa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: MA10

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.