Selo Boas Práticas 2017: vencedores são reconhecidos com a certificação Ouro, Prata e Bronze

Nesta quinta-feira, dia 14 de outubro, o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, durante sessão administrativa, reconheceu, nas categorias Ouro, Prata e Bronze, as 3 práticas mais votadas do Selo Boas Práticas 2017 em que puderam concorrer magistrados e servidores.

O Selo foi criado para estimular a criatividade e a busca de soluções práticas para a gestão do dia-a-dia promovendo a melhoria contínua dos processos organizacionais e contribuindo para a efetivação de controles internos e formalização da gestão de riscos do TRE-MA.

As votações ocorreram via portal do servidor e a apuração do resultado foi feita por meio de sistema eletrônico específico desenvolvido pela Seção de Análise, Desenvolvimento de Sistemas e Banco de Dados (SEADB).

O desembargador Raimundo Barros, presidente, ressaltou que “o Selo Boas Práticas é o retrato do protagonismo dos servidores da Justiça Eleitoral do Maranhão, sempre dispostos a trabalhar de forma proativa e a liderar mudanças em suas diversas esferas de atuação”.

Os vencedores nas categorias Ouro, Prata e Bronze foram, respectivamente:

Ouro: Reutilização da água de aparelhos de ar-condicionado
Servidor: Acácio Vieira de Carneiro Filho (105ª zona eleitoral – Balsas)
Resumo: implantação de sistema de coleta da água proveniente dos ares-condicionados através da instalação de canos para esgoto de 100mm e canos para água de 25mm. Os canos para esgoto de 100 mm foram instalados na saída dos drenos e a água captada (em torno de 40 litros de água a cada 2 dias) é utilizada para regar as plantas existentes no jardim de inverno e nos canteiros externos do fórum.

Prata: Sistema de Georreferenciamento
Servidores: Roberto Magno Aguiar Frazão (Corregedoria), Christiano Anderson Neitzke e Flávio Ricardo Louzeiro Ferreira (ambos da Web/Ascom)
Resumo: permite o acompanhamento e gerenciamento do recadastramento eleitoral biométrico e do rezoneamento da capital e do interior do estado nos termos das resoluções do TSE 23.422/2014 e 23.520/2017, além de exibir as informações das metas de atendimento a serem cumpridas nas unidades de atendimento durante o recadastramento biométrico eleitoral, mostrando o comparativo entre o eleitorado e a densidade demográfica da zona eleitoral, as correições e inspeções, os locais de atendimento e os locais de votação do Maranhão. A ferramenta também auxilia a Administração do Regional na tomada de decisões. Prova disso é a redução do número de zonas eleitorais a serem extintas bem como a preservação do quantitativo de zonas do estado. Outro exemplo de utilização do sistema é o acompanhamento diário das operações realizadas nas unidades de atendimento ao eleitor. Atualmente, o sistema também está sendo utilizado pelos TREs Paraná e Mato Grosso do Sul.

Bronze: Rapidez na elaboração de decisões
Servidora: Andréa Expósito Bacelar Nunes Lins (gabinete GM-4)
Resumo: tendo em vista que o processo eleitoral é cíclico e que as demandas se repetem, foi adotada a prática de compartilhar com os outros gabinetes as decisões liminares proferidas durante o expediente e no plantão judiciário, como forma de divulgar e colaborar na elaboração de outras decisões que tenham objeto idêntico ou semelhante, além de uniformizar o entendimento do Tribunal e diminuir o tempo com pesquisas doutrinárias e jurisprudenciais, apresentando prestação jurisdicional mais célere e eficiente.

O ganhador do selo ouro recebeu ainda uma bolsa de estudos para realizar um curso de MBA no ano de 2018, na Faculdade EDUFOR.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.