Selecionados do Cidadão do Mundo tiram dúvidas e se preparam para viajar ao exterior

 

Os 80 estudantes selecionados para a 3ª edição do programa Cidadão do Mundo, do Governo do Estado, participaram na manhã de terça-feira (11) de reunião com o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Jhonatan Almada, e com a coordenadora do programa, Fabiana Moura.

 

No encontro foram repassadas informações sobre o funcionamento do programa, além de tirar dúvidas quanto às providências que devem ser tomadas antes do embarque, como a emissão de passaporte e solicitação de bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema), de R$ 4.500,00, a que terão direito durante o intercâmbio.

 

A reunião de orientação e preparatória aconteceu no auditório do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), unidade plena de São Luís, e contou ainda com participação de pais dos alunos. Os estudantes passarão três meses no exterior com todas as despesas pagas pelo Governo. Neste período eles aperfeiçoarão o inglês, francês ou espanhol, de acordo com a escolha de cada um, e participarão de várias atividades culturais e de lazer para uma maior integração com a cultura do país de destino.

 

“É como muita alegria que iremos encaminhar mais 80 jovens para o exterior que vão realizar intercâmbio. Hoje temos o programa de intercâmbio internacional do Brasil com o menor custo benefício, melhor rendimento e programas de atividades”, disse o secretário Jhonatan Almada enfatizando que o programa já é uma referência e que ainda este ano será lançado o edital para a quarta edição. O titular da Secti ainda destacou que os investimentos que o governo Flávio Dino tem feito para a juventude maranhense é prioridade e a mais alta aposta para ajudar a promover o crescimento do Maranhão.

 

Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Jhonatan Almada. (Foto: Divulgação)

Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Jhonatan Almada. (Foto: Divulgação)

Expectativa

 

Entre os jovens contemplados nesta edição está a estudante de medicina Ana Josephy da Silva Costa. Ela, que é natural de Imperatriz, disse que sua expectativa é voltar falando com fluência o inglês e com um bagagem cultural e profissional muito maior. “Eu vou trancar um semestre do curso porque acredito que esse intercâmbio vale muito a pena”, disse.

 

Carlos Coimbra, também estudante de medicina, disse que essa é uma grande oportunidade que possibilitará a todos os jovens voltar com uma bagagem muito maior de conhecimento não só da língua estrangeira, mas em todos os aspectos. “Eu quero extrair ao máximo o que eu puder dessa experiência e contribuir trazendo novas ideias e experiências exitosas para o Estado”, disse.

 

Ao falar sobre o sucesso do programa, a coordenadora do Cidadão do Mundo, Fabiana Moura, contou que nesta edição o número de inscritos no processo seletivo foi três vezes maior que o da primeira edição. “Os estudantes que participaram das edições anteriores sempre voltam cheios de esperança e com uma consciência maior do papel deles na sociedade e, é claro, maravilhados com outra realidade que conheceram. Eles aproveitaram de todas as formas. Durante o intercâmbio, também puderam se aprimorar na academia com a participação em seminário e workshops em universidades fora do país”, observou Fabiana.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: GOVERNO DO ESTADO

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.