Segundo advogado, Ex- prefeita de Bom Jardim esteve na cidade o tempo todo

 O advogado Sérgio Muniz que compõe a defesa da ex-prefeita de Bom Jardim Lidiane Leite, que se apresentou nesta segunda-feira (28) na Polícia Federal, falou, em entrevista à rádio Mirante AM, sobre o paradeiro da ex-gestora durante os 39 dias em que ela esteve foragida da Justiça e sobre as acusações contra ela.

 

Segundo o advogado, a defesa já demonstrou à Justiça que não há necessidade de Lidiane Leite ser levada ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, já que ela não praticou os crimes pelos quais está sendo acusada. Para a defesa da ex-prefeita, seria injusto colocar Lidiane em um lugar onde as pessoas são assassinadas e têm suas cabeças decapitadas.

“Em momento algum existe esse fato amplamente divulgado pela imprensa e que gerou essa imagem negativa dela, de que ela haveria desviado R$ 15 milhões da Educação do município de Bom Jardim. Esse inquérito específico se refere ao pseudo desvio de R$ 292 mil da merenda in natura. Não se trata de R$ 1 milhão, R$ 3 milhões, R$ 5 milhões nem muito menos R$ 15 milhões. Mas, com o objetivo claro de atingir a imagem de uma gestora proba divulgou-se dessa forma”, alegou o advogado de defesa.

Ainda de acordo com Sérgio Muniz, a ex-gestora nunca se escondeu, pois, mesmo com a prisão preventiva decreta, Lidiane Leite teria permanecido em Bom Jardim exercendo suas atividades de prefeita.

“Ela efetuou o pagamento do funcionalismo, dos fornecedores, infelizmente a Malrinete Gralhada quando entrou no cargo sustou as ordens de pagamento […] Lidiane tava em Bom Jardim, nunca saiu de lá. Na quinta-feira, antes do juiz dar a decisão mandando empossar a Malrinete Gralhada, ela (Lidiane) mandou efetuar o pagamento dos fornecedores, da limpeza, dos servidores, e na sexta-feira o juiz deu uma decisão dizendo que ela não se encontrava no município. Ora, como é que ela não tava no município se ela praticou os atos de gestão? Ela tem que ficar trancafiada dentro de uma prefeitura para estar exercendo o mandato dela?”, questionou a defesa.

Sobre a fama de “Prefeita Ostentação”, o advogado declarou que Lidiane nunca “ostentou” seus bens nas redes sociais.

“Ela nunca ostentou, na verdade o que aconteceu foi que a Globo ao fazer a matéria colocou um diálogo de 10 meses atrás onde estava havendo uma discussão sobre o padrão financeiro do marido dela e ela dizia que antes de entrar na prefeitura, ela andava num padrão de vida até melhor, numa Land Rover. E hoje, ela dirigia uma SW4”, disse Sérgio Muniz.

Por fim, o advogado afirma que vai aguardar um pronunciamento judicial em cima do pleito que já foi formulado. Além disso, a defesa acredita que não existe motivo para a manutenção da prisão preventiva de Lidiane Leite e espera que a Justiça tenha o mesmo entendimento.

Fonte; Imirante

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.