Secretaria elabora planejamento estratégico para igualdade racial

 

 

A Secretaria de Estado da Igualdade Racial promove, de segunda (5) a quarta-feira (7), reunião com assessores e gestores da pasta para avaliar as ações desenvolvidas no âmbito da política de igualdade racial do Estado e elaborar o planejamento estratégico para o ano de 2018.

Para o secretário da pasta, Gerson Pinheiro, o planejamento de 2018 garante a melhor efetividade das ações desenvolvidas pelo Governo do Estado para o povo negro maranhense urbano e rural. “Nosso planejamento estratégico levará em conta as ações já desenvolvidas dentro dos três grandes programas da pasta, como os Programas Maranhão Quilombola, de Matriz Africana e Ações Afirmativas, e vai apontar caminhos para consolidar as ações iniciadas, além de garantir melhor eficácia na promoção da igualdade racial no Maranhão”.

O gestor de planejamento da SEIR, Mauro Marques, explica que o planejamento vai garantir o êxito das ações governamentais na questão racial. “A finalidade do planejamento é elaborar ações estratégicas com vistas a uma execução segura da política de promoção da igualdade racial para 2018”.

O planejamento estratégico da pasta deve priorizar ações voltadas para os quilombos maranhenses, como já vem sendo feito nas rotas quilombolas, em que o governo estadual promove acesso à terra, infraestrutura, qualidade de vida, desenvolvimento local e inclusão produtiva.

Outras ações que deverão ser priorizadas é a campanha de combate ao racismo e valorização da diversidade religiosa, e a Caravana Maranhão Quilombola, ação coordenada pela SEIR e que, em apenas seis edições, realizou 22.487 atendimentos médicos e palestras educativas para comunidades rurais quilombolas, feitos por profissionais da Igualdade Racial, além das pastas de Saúde e Desenvolvimento Social, em parceria com as prefeituras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  1. FONTE: GOVERNO DO ESTADO

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.