Scarpino pede calma e paciência a torcedores do Moto

Torcida motense ficou na bronca com atuação do Moto contra o São José. – De Jesus/O Estado

SÃO LUÍS – Nada de gritos e desespero. O momento é de ter calma. Este é o discurso do técnico do Moto Club, Ruy Scarpino, após o empate por 0 a 0 com o São José na tarde desse domingo (25), no Estádio Castelão. O treinador reconhece que o time rubro-negro teve uma atuação ruim na estreia do Campeonato Maranhense. No entanto, ele quer que as vaias do torcedor, ouvidas no fim do jogo, se transformem em apoio para a sequência do trabalho.

Para Scarpinio, ter paciência neste momento é fundamental, uma vez que este foi apenas o primeiro jogo oficial do Moto Club. Talvez com o objetivo de tranquilizar a torcida, o treinador explicou que sempre seus trabalhos à frente de um time de futebol começam com algumas dificuldades.

“Acho que nós temos que ser realistas. O primeiro tempo nosso foi horrível. Não conseguimos produzir. No segundo tempo, conseguimos impor um ritmo, mas também não foi o suficiente para a gente traduzir em oportunidades e em gols. Estamos começando o campeonato. É o momento de ter paciência, ter calma. Todo campeonato que eu trabalhei e que eu ganhei, nunca teve um início que a gente começou ganhando e atropelando todo mundo. Quando você começa atropelando todo mundo, muitas vezes, você pode ter uma surpresa desagradável. É claro que seria bom iniciar com o resultado de vitória, mas infelizmente não veio”, explicou o treinador.

Ao torcedor, Scarpino garante que a equipe deverá ser reforçada nos próximos dias. Com a vinda de mais jogadores, a equipe motense tem tudo para se arrumar. “A gente pede que o torcedor tenha calma e paciência porque vamos arrumar a equipe. Vamos buscar algumas contratações para fortalecer o grupo. Futebol não é no grito, não é no desespero que se ganha”, concluiu.

Na quarta-feira (27), o Moto Club visita o Araioses, no interior do Estado, em busca da primeira vitória no Campeonato Maranhense. A bola rola às 15:hs no Estádio Cardosão.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.