São João da Thay promete noite carregada de emoções e diversidade

A capital maranhense já está mais do que pronta para receber a segunda edição do São João da Thay! Foram meses de muita preparação, expectativa e dedicação para o projeto tomar forma E hoje, São Luís será palco de um brilhante show para maravilhar quem já é maranhense e também quem não é, com as grandes programações que fazem parte da nossa cultura. Além disso, a programação conta com um mar de convidados e atrações nacionais, que poderão ter
a chance de prestigiar e fazer parte do evento que visa não só a celebração do São João, mas também tem o objetivo de ajudar a APAE de São Luís, com a renda arrecadada na venda de ingressos!
O clima de alegria já toma conta das redes sociais e levanta a expectativa do exército de fãs que estão ansiosos para embarcar em uma noite que promete muita diversidade, alegria e surra de famosinhos e entretenimento!
Sobre os convidados Na edição deste ano, o São João da Thay conta com a presença da campeã do Big Brother Brasil, Gleici Damasceno e a nalista
Ana Clara, além do galã global Anderson Tomazini e da escritora Thalita Rebouças.
Os digitais inuencers também não estarão de fora, entre os mais conhecidos, teremos Victor Meyniel, Ney Lima, Maicon Santini e a Dupla Carioca. Além das estrelas da internet, o evento também conta com estrelas da música, como Preta Gil, Fernando e Sorocaba, Thaene e Tiago e Luiza Sonza e com estrelas locais, como o músico maranhense César Nascimento, a cantora Lucy Alves e a participante do The Voice Brasil, Tori Huang.
Alguns nomes que vieram no ano passado estarão de volta nesta edição, como a cantora Pabllo Vittar, a ex-BBB Vivian Amorim, o inuencer
John Drops e as youtubers Pathy dos Reis, Camila Loures e Bruna Louise.
Sobre a APAE
A APAE São Luís é uma entidade assistencial e educacional, lantrópica e sem fins lucrativos, caracteriza-se por ser uma organização social que objetiva principalmente promover a atenção integral à pessoa com deciência, prioritariamente aquela com deciência intelectual ou múltipla.
No Maranhão a primeira APAE fundada foi em São Luís, em 10 de março de 1971, tendo como marco inicial a iniciativa de um grupo de pais de pessoas com deciência intelectual, estigmatizados como excepcionais (nomenclatura utilizada à época) que não tinham acesso a atendimentos público ou privado que satiszessem suas necessidades nas áreas de educação, reabilitação, médica, psicosocial, dentre outros imprescindíveis para o seu desenvolvimento cognitivo, social e psicomotor, e viviam à margem da sociedade onde imperava o preconceito e a discriminação.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.