Ribamar Alves nega estupro e afirma que foi tudo em comum acordo

O prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), nega que tenham estuprado uma jovem de 18 anos na noite de ontem. Ele foi preso na manhã desta sexta-feira (29) em sua casa, no município, e foi trazido para São Luís para prestar esclarecimentos sobre o caso.
Em entrevista a O ESTADO, ele reconheceu que manteve relações sexuais com a estudante de Direito, mas disse que o ato foi de comum acordo e que não houve qualquer tipo de agressão.
O advogado do prefeito, Ronaldo Ribeiro, afirmou que Alves recebeu a mulher em sua casa. Ela teria ido ao local oferecer livros para que fossem adquiridos para o Município, mas os dois acabaram mantendo relações sexuais. De acordo com Ribeiro, após o ato, a jovem foi até a delegacia.
A estudante, que também foi trazida para São Luís, fez exame para comprovar que houve a relação sexual com o prefeito de Santa Inês.
Ribamar Alves tem 61 anos, é médico e, antes de se tornar prefeito, já cumpriu mandatos de deputado estadual e federal. Em 2013, ele foi acusado de ter assediado a juíza Larissa Tupinambá Castro. Na época, a magistrada chegou a dar voz de prisão ao gestor. A acusação da juíza é de que Ribamar Alves teria tentado beijá-la.
Após o incidente, o prefeito negou o suposto assédio. Ribamar Alves chegou a lamentar “a conduta imprudente e equivocada da Dra. Larissa”. Disse, ainda, que “sempre tratou a Dra. Larissa Tupinambá com cordialidade e respeito”.
Fonte: O E7ad54705-8b86-4996-9900-d142477ab7destado
Fotos : Edílson Julião

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.