Projeto ‘Palco Giratório’ movimenta cena cultural no Maranhão

Iniciativa que é promovida pelo Sesc é uma oportunidade de conhecer os talentos que circulam pelos palcos brasileiros.

O projeto itinerante “Palco Giratório” tem movimentado a cena cultural maranhense em São Luís. A iniciativa, que é promovida pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), é uma oportunidade de conhecer os talentos que circulam pelos palcos brasileiros, do qual esses podem se apresentar em palcos maranhenses, assim como os maranhenses fazem as suas apresentações em palcos de todo o país.

Nesta edição, o Departamento Regional do Sesc no Maranhão recebe sete grupos artísticos das cinco regiões brasileiras, que foram selecionados para participar e seguir pelo Brasil com as produções. Segundo Letícia Amorim, técnica de cultura do Sesc, a iniciativa do projeto é promover o intercâmbio cultural. “O objetivo do Sesc com o Palco Giratório é difundir, fazer a produção artística das regiões do país circularem, promover o intercâmbio e promover o diálogo”, disse.

O Palco Giratório além de promover um intercâmbio cultural, incita o aprendizado com a realização de oficinas e incentiva a discussão sobre temas ligados ao teatro. A programação tem espaço para todas as idades. “A programação é bem extensa na linguagem da dança e inclusive com dois espetáculos infantis, no dia 3 e 4 de junho”, disse Letícia.

Em um dos espetáculos que estão em cartaz durante o projeto, a atriz e dançarina cearense Silvia Moura, faz uma apresentação que fala sobre uma relação de casualidade provocada pelo artista e a plateia. Para a atriz, a participação do público é fundamental. “Esse espetáculo usa as duas linguagens do teatro e eu trabalho com o improviso. Então o espetáculo acontece todo em cima do palco em cima da mesa, as pessoas ficam em torno como se fosse um jantar, uma grande conversa”, conta.

O espetáculo que tem classificação livre é uma produção de João Paulo Pinho. Para ele, o projeto “Palco Giratório” é uma oportunidade promover o intercâmbio cultural e a troca de experiências. “Chega um momento da carreira do artista que é muito importante extravasar os lugares que ele já percorre. Como para ela, que saiu do Ceará onde ela já é uma artista renomada e pode percorrer o Brasil com o espetáculo”, finalizou.

FONTE: G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.