Preso é encontrado morto dentro da Casa de Custódia; terceiro este ano

Segundo o Sinpoljuspi, vítima foi encontrada pendurada e com hematomas.
A Delegacia de Homicídios e o Instituto de Medicina Legal foram acionados.

Mais um detento foi encontrado morto na madrugada desta sexta-feira (3) dentro da Casa de Custódia de Teresina. Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), Kleiton Holanda, a vítima estava pendurada e com hematomas pelo corpo. Essa é a terceira morte de preso registrada este ano no estado e a segunda na mesma unidade.

“Era por volta 3h40, quando o militar que faz vigilância na parte superior do presídio percebeu uma movimentação estranha no pavilhão H e acionou os agentes penitenciários. Ao chegar no local, eles encontraram o detento sem sinais de vida. O preso identificado como Ítallo Messias Araújo Carvalho dividia a cela com mais seis presos”, informou Kleiton Holanda.

Delegacia de Homicídios também investiga o caso (Foto: Vinicius Vainer/TV Clube)
Delegacia de Homicídios também investiga o
caso (Foto: Vinicius Vainer/TV Clube)

Em nota, a gerência da Casa de Custódia de Teresina informou que vai investigar a causa da morte do detento, ocorrida na madrugada desta sexta-feira (3). Conforme a direção, Itallo estava preso na unidade desde 14 de dezembro de 2016, por tráfico de drogas.

A Delegacia de Homicídios e o Instituto de Medicina Legal (IML) foram acionados para fazer a perícia e encaminhamentos necessários sobre o caso.

A Secretaria de Justiça do Estado está abrindo sindicância para apurar as circunstâncias da morte do detento.

Outras mortes
No dia 17 de janeiro, um detento identificado como Rosenberg Silva Costa, de 29 anos, foi estrangulado dentro de uma das celas da Casa de Custódia de Teresina e o corpo jogado no pavilhão C da unidade.

Já a primeira morte de detento ocorreu no dia 12 de janeiro, quando um preso identificado como Humberto Hilton Fernandes de Moraes foi morto quando estava sendo transferido com outros sete detentos de Teresina para a Penitenciária Vereda Grande, em Floriano, Sul do Piauí. Segundo o delegado Assis Carvalho, dois homens teriam asfixiado a vítima durante a viagem dentro do carro-cela, viatura usada em transferências.

FONTE: G1

 

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.