Presidente quer proibir sexo oral na Uganda: “Boca é para comer”

Um discurso do presidente da Uganda, Yoweri Museveni, causou polêmica no mundo. O político deixou claro que quer proibir a prática do sexo oral no país. “Deixem-me lançar um aviso público sobre as práticas erradas de que algumas pessoas participam e que são promovidas por alguns estrangeiros. Uma delas é o que chamam sexo oral”, afirmou Museveni.

“A boca é para comer, não para o sexo. Nós sabemos qual é o ‘endereço’ do sexo, sabemos onde é que deve ir”, afirmou o presidente da Uganda. Yoweri disse ainda que são estrangeiros os responsáveis por banalizar a prática.

Segundo o presidente, haverá uma campanha com cartazes e anúncios na TV na tentativa de criminalizar esse tipo de ato sexual. Não é a primeira vez que Yoweri faz campanha contra o “boquete”. Em 2014, ele disse, também em um discurso, que o sexo oral causaria a absorção de lombrigas e parasitas.

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.