Prefeitura entrega obra de intervenção nas avenidas Guajajaras e Lourenço Vieira da Silva

Um trânsito mais organizado, com mais fluidez e segurança. Um novo traçado geométrico e ações de sinalização modificaram o tráfego do Complexo Viário do São Cristóvão, com a interligação das avenidas Guajajaras e Lourenço Vieira da Silva. A obra, realizada pela Prefeitura de São Luís, soluciona os problemas de congestionamento naquela área. As alterações que melhoraram um dos principais corredores viários da capital já foram sentidas pelos pedestres e condutores. Neste domingo (8), o trânsito foi totalmente liberado com as novas modificações. O prefeito Edivaldo esteve no local, acompanhado de secretários e avaliou os benefícios que a reorganização trouxe para a mobilidade urbana.

“Esta é mais uma obra realizada pela nossa gestão e que deu certo, a exemplo de outras várias que vêm sendo executadas ao longo dos quase cinco anos que estamos à frente da Prefeitura de Sâo Luís. São medidas com fins a melhorar a mobilidade urbana e garantir mais fluidez ao trânsito da capital. Estamos substituindo modelos que geravam engarrafamentos e com isto, qualificando o tráfego”, afirmou o prefeito Edivaldo. A obra é feita em parceria público-privada com o grupo Pitágoras.

O secretário de Trânsito e Transportes (SMTT), Canindé Barros, ressaltou a importância da obra.  “Essa intervenção descongestiona o trânsito neste que é um dos principais corredores da cidade. Neste ponto havia uma concentração muito grande de veículos. Com obras deste porte, estamos acabando com o problema de engarrafamentos, a exemplo de outros pontos da cidade que foram contemplados. É mais uma obra que o prefeito Edivaldo entrega para a cidade melhorando a vida de pedestres e condutores”, destacou o secretário.

A rotatória foi eliminada, pois somava para congestionar o trânsito das avenidas, dando lugar a um conjunto semafórico de dois tempos. A modificação alterou o acesso do tráfego que vai para a Cidade Operária, a partir da Guajajaras. Agora, os condutores devem seguir pela Avenida 2 para os veículos no sentido Santos Dumont – BR 135, a partir de retorno de quadra, passando na rua por trás do Banco do Brasil. A via se tornou de mão única do terminal de integração do São Cristóvão até a Avenida Guajajaras.

“Para fazer a travessia neste trecho era complicado e com essa alteração e a modificação geométrica com novo conjunto de sinalização, favorece o pedestre e o condutor. O projeto garantiu nova visibilidade ao trecho”, avaliou Canindé Barros. Sinalização vertical e horizontal com modernas e mais visivéis faixas de pedestres também integram o projeto de reestruturação do Complexo Viário do São Cristóvão.

Outra alternativa de acesso é pela Interbairros da Rua 21, no Jardim São Cristóvão, com a Rua 38, no Jardim São Cristóvão II. O caminho interliga Cidade Operária, Jardim São Cristóvão com saída direta para o São Bernardo. Nos próximos 30 dias, agentes de trânsito se concentram no trecho para informar e orientar pedestres e condutores, além de organizar o tráfego na nova configuração.

AÇÕES DE DRENAGEM

Para que fosse executada a ampla obra do Complexo Viário do São Cristóvão, ações de drenagem profunda e superficial promovidas pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) prepararam a área. O titular da Semosp, Antonio Araújo, enfatiza que este foi um trabalho parceiro, conjunto e de preparação da área viabilizando as ações de reorganização do trânsito.

A drenagem restaurou a rua por trás do Banco do Brasil que antes não era utilizada, mas estava se tornando um depósito de lixo a céu aberto. “Com essa ação de mobilidade, a via agora é liberada para o trânsito e o Complexo Viário do São Cristóvão está com mais fluidez e sem os gargalos de engarrafamento”, destacou Araújo. A drenagem garante mais durabilidade ao asfalto, uma vez que possibilita o correto escoamento das águas evitando desgate precoce do pavimento.

Marcaram presença na liberação oficial da via os secretários municipais de Saúde (Semus), Lula Fylho; da Habitação e Urbanismo (Semuhr), Mádison Leonardo Andrade; da Fazenda (Semfaz), Delcio Rodrigues; da Paisagem Urbana (Impur), Luiz Carlos Borralho; e de Desporto e Lazer (Semdel), Rommeo Amin.

TRAVESSIA FACILITADA

A conversão das pistas de duplo sentido da Avenida Lourenço Vieira da Silva – em via de mão única com quatro faixas de rolamento – no sentido Cidade Operária-Centro vai garantir maior condição de trafegabilidade e mais segurança aos pedestres. Para quem utiliza o trecho como caminho regular, a mudança e a melhora são visivéis.

“Eu moro aqui mesmo no bairro e já vejo que esses serviços estão dando resultado, pois o trânsito está melhor. Aqui era engarrafamento qualquer dia, qualquer hora. Ações como estas são muito boas e saber que não vou mais enfrentar trânsito parado aqui me alegra, pois passo aqui diariamente”, disse o funcionário público Fernandes Sousa, 52 anos.

A dona de casa Maria José Rodrigues, 54 anos, pontuou a precocupação com o pedestre nos serviços. “A sinalização está ótima e dá para todos verem. Agora motorista não tem desculpa para não obedecer. Sempre atravesso na faixa e ver uma avenida enorme dessa melhorada e bem sinalizada é muito bom”, enfatizou.

Um conjunto de semafóros ficou no lugar da antiga rotatória. O equipamento de dois tempos garante mais fluidez ao trânsito. O projeto de intervenção contemplou o trecho com pavimentação, rampas de acessibilidade, sinalização horizontal e vertical e instalação de faixas de pedestres.

MOBILIDADE URBANA

A Prefeitura realiza alterações no trânsito com intervenções em outros corredores de tráfego da cidade, desafogando pontos de estrangulamento. Como exemplos, a Avenida Jerônimo de Albuquerque, em obra iniciada esta semana e que compreende da rotatória da Cohama ao cruzamento do Bequimão. As melhorias foram promovidas em mais de 30 pontos de congestionamentos da cidade.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.