População em situação de rua em São Luís é capacitada com curso de percussão

 

Ação tem como objetivo possibilitar a conexão com a música, capacitando e gerando renda.

 

A Prefeitura de São Luís iniciou o curso de Percussão destinado a população em situação de rua da capital, que é atendida pelo Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centros Pop). A ação tem como objetivo possibilitar a conexão com a música, desenho e as artes permitindo a oportunidade de capacitação e geração de renda.

As oficinas terão duração de dois meses e serão realizadas todas as quartas e sextas-feiras, das 14h às 17h na Galeria Trapiche Santo Ângelo. Além do curso de Percussão, será ofertado para o mesmo público o curso de Desenho Artístico, que está previsto para começar em novembro. A iniciativa conta com a parceria das Secretarias Municipais da Criança e Assistência Social (Semcas) e Cultura (Secult).

As oficinas terão duração de dois meses e serão realizadas em São Luís. (Foto: Divulgação/Lauro Vasconcelos)

De acordo com Floripes de Maria Santa Cruz, coordenadora do Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua, como a música está presente na vida de grande parte dos brasileiros é possível potencializar essa paixão dando oportunidade a essa parcela da população. “Eles apresentam muitas potencialidades a serem trabalhadas para mudar este quadro e os dar novas perspectivas de vida. O curso de percussão traz novos conhecimentos práticos e teóricos, que irão auxiliar nesse processo de superação, e somar com nosso atendimento social, psicológico, orientador e de encaminhamento para as redes de serviços demandados pelos usuários”, disse.

Para Adalvo Cordeiro, participante do curso de percussão, a ação permite novos conhecimentos. “Estou bem animado com tudo que já aprendi, mesmo na primeira aula. Sempre gostei de música, mas nunca havia tocado nenhum instrumento. Já começo a ter noção das notas, ver a diferença do som que sai em cada uma delas e pretendo voltar para aprender ainda mais”, revela.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: G1

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.