Policiais são acusados de tentar mudar cena de homicídio no Rio de Janeiro

Um vídeo que circula em redes sociais e aplicativos mostra policiais militares mexendo no corpo de um adolescente de 17 anos, morto durante um confronto na manhã desta terça-feira. Pelas imagens, é possível observar que um dos PMs coloca uma arma na mão de Eduardo Felipe Santos Victor e faz um disparo. Os cinco policiais envolvidos no confronto estão sendo ouvidos na 4ª DP (Praça da República). De lá, vão prestar depoimento na 8ª Delegacia Policial de Justiça Militar (DPJM) e serão presos administrativamente pela morte do menino. A PM informou que já tomou conhecimento do vídeo, mas ainda não tem uma decisão sobre o caso.

O clima é tenso no entorno do Morro da Providência, no Centro do Rio, desde a manhã desta terça-feira. À tarde, traficantes teriam ordenado o fechamento do Terminal Rodoviário Américo Fontenelle, na região da Central do Brasil. Com isso, passageiros que aguardavam ônibus tiveram que deixar o local. A Coderte, que administra o terminal, no entanto, não confirma o fechamento do espaço. Segundo a empresa, houve um confronto entre PMs e manifestantes, “o que atrapalhou o embarque e desembarque de passageiros”.

Mais cedo, moradores fizeram uma manifestação na Rua da América, que fica atrás da Central. Revoltados com a morte do adolescente, eles arremessaram pedras na direção dos policiais. A confusão assustou os motoristas que seguiam da Zona Portuária em direção ao Túnel Santa Bárbara.

Fonte e matéria: O Globo

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.