Polícia prende chefe de facção criminosa de São Paulo em rodoviária do Rio

A Polícia do Rio prendeu, na madrugada desta quarta-feira (27), Fábio Henrique de Farias, o Tinésio. Ele é apontado como chefe, no Rio, do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção paulista que se expandiu pelo país.

Policiais civis da Delegacia de Combate às Drogas prenderam Tinésio na saída da Rodoviária Novo Rio, quando ele aguardava Jenifer de Souza Lima, que chegava de Minas Gerais e trazia para ele cinco quilos de pasta-base de cocaína. Ela também foi presa pelos agentes.

De acordo com a Dcod, Tinésio vinha já vinha sendo monitorado há vários meses pelos agentes da especializada. Segundo a polícia, ele tem conexão com traficantes do Complexo da Maré (Vila do Pinheiro, Vila do João, Baixa do Sapateiro, Morro do Timbau, Salsa e Merengue e Conjunto Esperança) que atuam com a facção criminosa Terceiro Comando Puro (TCP).

Durante as investigações, a polícia constatou que Tinésio era o elemento de ligação entre as facções criminosas e facilitava, entre outras coisas, a aquisição de armas e drogas, além de ser o responsável pelos integrantes do PCC em liberdade no Rio de Janeiro.

Segundo a polícia, Tinésio possuía duas identidades. No Rio ele possuía RG com o nome de Carlos Alexandre Lucas, natural de Mato Grosso do Sul. No entanto, a verdadeira identidade do criminoso é Fábio Henrique, contra o qual havia mandado de prisão pela Vara de Execuções Penais daquele Estado pelos crimes de roubo e tráfico de drogas.

Tinésio ficou preso no Rio de Janeiro com o nome de Carlos Alexandre, por vários anos, e estava em liberdade condicional há cerca de um ano e meio. Nessa época ele passou a liderar elementos do PCC em liberdade no Rio e ligados à facção criminosa TCP.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.