Pastor e mulher assassina são denunciados pela morte de professor em Imperatriz

Roberval e Rosa são acusados no assassianto do professor Raimundo, em dezembro do ano passado.

IMPERATRIZ – O Ministério Público ofereceu denúncia contra o pastor Roberval Cerejo, pela morte do professor Raimundo da Conceição, assassinado a facadas no dia 31 de dezembro do ano passado. O crime bárbaro foi praticado no bairro Cinco Estrelas, periferia de Imperatriz.

Para o Ministério, o pastor planejou a morte do professor, juntamente com a viúva Rosa Santana, que teria um caso extraconjugal com o assassino. Os acusados foram denunciados pelo crime de homicídio duplamente qualificado.

Imagens de uma câmara de segurança foram determinantes para a elucidação do caso. Nas imagens divulgadas pela polícia, mostra o pastor lavando as mãos sujas de sangue numa poça de água no meio da rua, nas mediações de onde aconteceu o crime.

Consta, ainda, nos autos do processo a informação que o professor tinha um seguro de vida e em caso de morte a mulher seria beneficiada. Além desse, há outros indícios que levaram o Ministério Público a oferecer, também, a oferecer denúncia contra Rosa Santana, que chegou a ser presa, mas foi liberada.

O Ministério Público foi enfático ao afirmar que há indícios sim da participação do pastor e da viúva na morte do professor. Caso a denúncia seja aceita, eles passarão de acusados a réis no processo. Cabe lembrar que o pastor segue preso na Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz (UPRI).

O Estado do Maranhão

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.