Outro bebê é encontrado morto dentro de sacola em lixão no Maranhão

https://youtu.be/6RJ0_uiWqE8
Um bebê  foi encontrado morto em um lixão localizado em um matagal no município de Araioses, no estado do Maranhão, próximo da cidade de Parnaíba, no litoral do Piauí. O recém-nascido teria sido abandonado no local pela mãe, já identificada e encaminhada para delegacia de Polícia Civil que apura o caso.
De acordo com informações colhidas pela reportagem, o bebê  estava amarrado dentro de uma sacola jogada em um lixão nas imediações do conjunto João Machado, na cidade de Aroazes. Próximo do corpo também foi encontrada uma mochila. O corpo da criança já estava em avançado estado de putrefação.
“Nós encontramos um saco, onde era possível ver metade (do corpo) para fora e a outra metade dentro de um buraco. Eu chamei meu marido, aí ele correu e viu. Ele (recém-nascido) estava dentro de uma bolsa fechada, em uma mochila de escola. Meu marido escavou e viu que era uma criança, daí chamamos outros vizinhos, daí ligaram para polícia”, contou uma das moradoras que se deparou com o corpo do recém-nascido.
O corpo do recém-nascido foi trazido para Teresina, onde exames vão dizer se a criança foi assassinada ou se morreu durante o parto. A mãe é a principal suspeita.
O avô da criança, pai da mãe, falou sobre as acusações contra sua filha. “Ainda não estou sabendo, não chegou nenhum detalhe ainda para mim”, disse, sem  repassar maiores detalhes.
Parente revela que mãejogou criança no lixo (Crédito: Rede Meio Norte)
Parente revela que mãe jogou criança no lixo (Crédito: Rede Meio Norte)
Uma outra parente afirmou que mãe jogou, sim, a criança no lixo. “Ela chegou para minha sogra e contou que na segunda-feira tinha derramado muito sangue. Ela me ligou e falou que a barriga dela estava muito baixa, aí eu brinquei e disse que resolveria. Quando eu cheguei em casa  e procurei por ela, ela correu e aí não nos falamos mais. Eu passei a noite em casa doente, quando foi pela manhã me chamaram para ver o corpo da criança. Quando eu cheguei no local, eu logo reconheci a bolsa e a sacola. Eu disse assim:’Que horas tu jogou essa criança fora?’, e aí ela disse;’No outro dia muito cedo’. Ela falou pra mim que jogou a criança fora. Eu até perguntei quem era o pai, mas ela disse que não podia revelar quem era”, contou.
Os Dois Lados da Moeda

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.