Operação da PF visa prender assassinos de ambientalista

A Polícia Federal no Estado do Maranhão deflagrou nesta manhã de terça-feira (15) a ‘Operação Jaguaribe’, com objetivo de prender pessoas investigadas por participação no homicídio do ambientalista Raimundo dos Santos Rodrigues e tentativa de homicídio contra sua esposa Maria da Conceição Chaves Lima, fatos ocorridos em 25 de agosto de 2015.

Raimundo e Maria da Conceição eram conselheiros consultivos da Reserva Biológica do Gurupi, onde auxiliavam no efetivo cumprimento dos objetivos de criação e implementação do plano de manejo da Unidade de Conservação.

Conforme constam das investigações, os crimes seriam decorrentes de conflitos agrários na região de Buriticupu/MA, envolvendo madeireiros, fazendeiros, sem-terra e ambientalistas. Os investigados que tiveram suas prisões decretadas são fazendeiros na região de Imperatriz e Buriticupu/MA.

Nesta data estão sendo cumpridos 03(três) mandados de prisão e 05(cinco) de busca e apreensão.

Raimundo era um dos líderes do Povoado Rio das Onças, no município de Bom Jardim. “Jaguaribe” significa “Rio das Onças” em língua Tupi.

O crime

O casal foi vítima de uma emboscada ao retornar a sua casa em Bom Jardim, no dia 25 de agosto de 2015. Raimundo dos Santos Rodrigues foi alvejado e atacado com tiros e um golpe de facão, morrendo em decorrência dos ferimentos que sofreu. Tereza da Silva também foi alvejada a tiros, mas sobreviveu, depois de passar por cirurgia.

A morte de Raimundo dos Santos Rodrigues aconteceu na sequência de uma série de ameaças de morte que o defensor dos direitos humanos relatou à Ouvidoria Agrária Nacional em Novembro de 2014. No entanto, nenhuma ação foi tomada.

Outros membros do Conselho Consultivo da Reserva Biológica (ReBio) vem recebendo ameaças dos madeireiros há mais dois anos, em especial as defensoras de direitos humanos Conceição e Teresinha. Os nomes das defensoras de direitos humanos figuram em uma suposta lista de conselheiros da ReBio Gurupi marcados para morrer, que também incluía Raimundo dos Santos Rodrigues.

 

A morte de Raimundo dos Santos Rodrigues e tentativa de assassinato de Tereza da Silva ocorreu num contexto em que os defensores dos direitos ambientais e indígenas no Brasil estão cada vez mais em risco como resultado de seu trabalho. No estado do Maranhão, na sequência da morte do líder indígena Eusebio Ka’apor, em 26 de Abril de 2015, os membros da comunidade Ka’apor que estão lutando para preservar a floresta amazônica na região, têm sido vítimas de perseguição e ameaças em curso.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.