Nove municípios do MA crescem de categoria no Mapa do Turismo

O Ministério do Turismo atualizou a categorização dos municípios que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro. Esse instrumento auxilia no acompanhamento do desempenho da economia do turismo e balizar políticas públicas, além de orientar o repasse de verbas federais.

De acordo com a nova categorização, nove cidades do Maranhão registraram crescimento pelo setor – Barreirinhas, Carolina, Chapadinha, Formosa da Serra Negra, Montes Altos, Paulino Neves, Pedreiras, Primeira Cruz e Santo Amaro do Maranhão. Em todas elas, houve aumento do número de empregos por meio do turismo, a ampliação dos estabelecimentos formais de hospedagem e do fluxo de visitantes domésticos e internacionais.

A categorização é um processo dinâmico e perene que, assim como o Mapa do Turismo Brasileiro, deverá ser atualizado e aperfeiçoado periodicamente. Assim, se um município teve seu fluxo turístico e seus estabelecimentos formais de hospedagem ampliados, provavelmente, na próxima categorização, quando dados serão novamente avaliados, ele poderá mudar de posição.

“A melhoria de destinos como Barreirinhas, porta de entrada dos cenários únicos dos Lençóis Maranhenses, e Carolina, conhecida por suas diversas cachoeiras e ponto de apoio para vistas ao Parque Nacional da Chapada das Mesas, mostra que as cidades têm trabalhado para fortalecer a atividade turística. No que diz respeito ao Ministério do Turismo, estamos atentos às demandas do setor, como melhoria de infraestrutura, legalização e qualificação dos serviços”, frisa o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Segundo a gestora da Regionalização da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), Glória Pinto, Essa mudança de categoria é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região. O mapa do turismo funciona como um instrumento que destaca municípios que adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento e orientador para a criação de políticas públicas.

“O nosso trabalho é feito corpo a corpo com os municípios, e por isso,  o mapa do turismo do Maranhão cresceu em 2017. O estado inseriu 16 municípios e excluiu nove no mapa, passando de 46 para 53 cidades com vocação turística, distribuídas em 10 regiões. Entre as principais ações se destaca a promoção de palestras nos 10 polos turísticos do Estado fazendo o remapeamento e a aplicação dos novos critérios preestabelecidos que permitem a evolução e a consolidação do PRT no Maranhão”, ressaltou.

Quatro cidades maranhenses tiveram redução em suas categorias: Barra do Corda, Cantanhede, Estreito e Grajaú.

APOIO

Com o objetivo de melhorar a infraestrutura das cidades e recuperar posições na categorização, o MTur já destinou, desde 2003, aproximadamente R$ 20,4 milhões a Barra do Corda, Cantanhede, Estreito e Grajaú para obras de construção de praças, portais de entrada e pavimentação, entre outras iniciativas.

Segundo a portaria 39/2017 do MTur, somente municípios classificados entre ‘A’ e ‘D’ podem pleitear apoio a eventos geradores de fluxo turístico. De acordo com a nova categorização, as cidades de Formosa da Serra Negra, Montes Altos, Paulino Neves e Primeira Cruz, agora na categoria ‘D’, passam a poder contar com até R$ 150 mil por ano do governo federal para a realização de festejos. Já Carolina, Chapadinha, Pedreiras e Santo Amaro do Maranhão, classificadas como ‘C’, têm direito a um limite de R$ 400 mil, enquanto Barreirinhas, agora na categoria ‘B’, passa a acessar um teto de R$ 500 mil.

Todos os municípios – de A a E – estão aptos a pleitear recursos de infraestrutura, como construção de estradas e rodovias de interesse turístico; orlas e terminais fluviais, lacustres ou marítimos; reforma de terminais rodoviários intermunicipais e interestaduais, de aeroportos, ferrovias e estações férreas de interesse turístico; sinalização turística, entre outros.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.