Neymar chega ao PSG e nega busca por protagonismo: “Não é isso que quero”

 

 

Atacante é apresentado em novo clube e, ao lado do xeque Nasser Al Khelaifi, afirma que “coração mandou” trocar de clube: “Vim buscar novos títulos e desafios. Sou movido a isso”

 

 

          Após quatro anos de sucesso no Barcelona, Neymar já está em sua nova casa. O atacante foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira como jogador do Paris Saint-Germain e concedeu a primeira entrevista coletiva como atleta do clube, ao lado do dono da equipe, xeque Nasser Al-Khelaifi. O evento ocorreu na sala de imprensa do estádio Parc des Princes – onde o brasileiro terá seu primeiro contato com os torcedores neste sábado, antes do duelo entre o PSG e o Amiens, na estreia no Campeonato Francês. Neymar, inclusive, se colocou à disposição para entrar em campo na partida, dizendo que é “fominha”.

          A apresentação começou com muitos elogios do presidente, que chamou o astro de “melhor do mundo”. Neymar agradeceu e, na sequência, apontou que a busca pelo protagonismo – razão apontada pela imprensa mundial como a principal para a troca – não foi o que o levou a deixar o Barcelona de Messi e rumar para o Paris Saint-Germain. Incisivo, o astro afirmou que queria um novo desafio para a sua carreira.

         – Não influenciou absolutamente em nada (o protagonismo). Meu desejo de vir ao Paris foi por querer um novo desafio, buscar algo diferente. Não é porque eu estava me sentindo incomodado lá, por protagonismo… Isso nunca busquei na minha vida, é totalmente relativo. É diferente falar de protagonismo, não é isso que quero, que eu vim buscar. Vim buscar algo novo, um desafio. Vim buscar os títulos que essa torcida e esse clube merecem. Vim atrás de novos títulos, desafios. Sou movido a isso, querer desafios, algo maior, estar sempre me superando. E por isso estou aqui – resumiu o novo camisa 10 do PSG.

          Neymar se disse “muito feliz por tudo”, elogiou Paris e apontou que faltavam palavras para “descrever o momento” que vivia. O atacante disse que a decisão de deixar o Barcelona “não foi fácil”, e que pesou o que sua emoção ordenou. Apontando que a ambição do PSG “é parecida” com a sua, o brasuca disse que seu coração “pediu para ir” ao clube francês. E se irritou ao comentar a possibilidade de as altas cifras envolvidas na transferência terem o convencido a troca de clube.

– O que tenho para dizer para essas pessoas, é que não sabem nada da minha vida. Dinheiro nunca foi a primeira coisa que pensei. Eu sempre penso em primeiro lugar na felicidade da minha família. Só tenho a lamentar pelas pessoas que pensam dessa forma – disse Neymar.

O dono do PSG, xeque Nasser Al-Khelaifi, afirmou que “foi um grande negócio” a transação em que o clube pagou € 222 milhões (R$ 820 milhões) para arcar com a multa rescisória de Neymar no Barcelona. Agradecendo ao brasileiro, à sua família e à equipe dirigentes parisienses, o mandatário colocou seu novo camisa 10 como um sonho antigo da torcida.

– Neymar é um ídolo para o mundo inteiro, para todos que amam o futebol e o esporte. Para mim, Neymar é o melhor jogador do mundo. Ele já trouxe muita energia para a equipe. Nossos torcedores sempre sonharam com Neymar, e ele está com a gente hoje. Com ele, nosso projeto fica ainda mais forte, assim como o Campeonato Francês fica muito mais interessante para o mundo inteiro. Neymar assinou com a gente para ganhar todos os troféus possíveis. Juntos, vamos escrever a grande história do PSG e da cidade mais linda do mundo – disse o xeque

Confira outros trechos da primeira coletiva de Neymar no PSG:

 

CORAÇÃO MANDOU

– Pela ambição que esse clube tem, que é parecida com a minha, de querer vencer, querer buscar algo maior, um desafio. Foi onde meu coração pediu para ir. E com toda a felicidade do mundo estou aqui hoje, representando o Paris. Espero fazer o melhor para poder ajudar nossa equipe a chegar nos maiores títulos.

Brasileiro apontou decisão de deixar o Barcelona como

Brasileiro apontou decisão de deixar o Barcelona como “uma das mais difíceis da vida” (Foto: Reuters)

MOMENTO CERTO?

– Deus faz as coisas no caminho certo e no momento certo. Ele colocou no meu coração que tinha que ser agora. Aumentaram os desafios, estou louco para começar a treinar, jogar e ser muito feliz aqui.

DECISÃO DIFÍCIL

– Foi uma das decisões mais difíceis na minha vida. Estava bem adaptado em uma cidade, o Barcelona é um clube grande. Tenho amigos no clube, jogadores fantásticos. Foi momento de tensão, deixei amigos ali, mas fiquei feliz com isso. Futebol passa rápido, nossa vida passa rápido. Agradeço o carinho dos jogadores do Barcelona, me acolheram quando vim do Brasil. Senti que era o momento de partir, de novos desafios. Falei com os brasileiros daqui, estão empolgados e felizes.

INDECISÃO

– Eu pensaria igual, não é porque tenho amigos aqui que estou vindo. Não é um decisão fácil, pensei muito, em muitas coisas. Muita gente pedia para que eu falasse alguma coisa. É muito complicado falar de uma coisa da qual não tinha certeza, que não tinha 100%. A partir do momento que decidi, tinha 100%, foi o que meu coração pediu. Pedi a Deus todos os dias para que me desse uma direção.

O QUE DEIXA NO BARCELONA?

– Mensagem de carinho para os torcedores do Barcelona. Fiz uma história feliz, ganhei muitos títulos, fiz muitos gols. Claro que não dá para deixar todo mundo feliz. É algo de torcedor, de paixão. só tenho a agradecer o carinho que tiveram por mim.

Neymar fala em carinho pelo Barcelona e presidente do PSG fala em respeito pelo Barça

Neymar fala em carinho pelo Barcelona e presidente do PSG fala em respeito pelo Barça

PESO DA TRANSFERÊNCIA

– Sobre a pressão por ser o jogador mais caro, não. Sigo com 69 quilos, continuo na mesma altura (risos).

CIDADÃO DO MUNDO?

– Me sinto um cidadão normal como qualquer brasileiro. Estou feliz com o que acontece na minha vida. Estou muito feliz de honrar a camisa do PSG e levar o nome do meu país para o mundo inteiro.

ESTREIA

– Vinha treinando sim, agora foi uma parada de dois dias sem treinos por tudo que estava acontecendo. Passei pelo campo, deu vontade de colocar a camisa do PSG e jogar. Vamos conversar e ver certinho. É o que eu mais gosto de fazer.

POSICIONAMENTO

– Ainda não conversei com o treinador, sempre falei que gosto é de jogar. Se precisar, até de goleiro eu jogo.

“Se precisar, até de goleiro eu jogo” diz Neymar sobre gostar de jogar

RELAÇÃO COM O PSG

– Quase em todos os jogos contra o Paris eu fazia gols. Hoje vim para uma equipe que tem jogadores de muita qualidade. Estou, claro, entusiasmado para estar com eles. Ser mais um na equipe do PSG. Todo jogador que jogar com os melhores, e hoje estou aqui com os melhores.

“ANÚNCIO” DE PIQUÉ

– Foi um momento de descontração na folga, almoçamos. Ali ele acabou colocando a foto,estávamos numa brincadeira. Eu pedi que ele não colocasse, porque não tinha decisão de nada. Mas foi a forma que ele expressou o sentimento dele. É um grande amigo que ele tenha hoje no futebol, desejo o melhor sempre para ele.

PRESSÃO PARA DECIDIR

– Foi um momento de muita pressão, umas das decisões mais difíceis. Tomei essa decisão há dois dias, a partir do momento que comuniquei ao Valverde. Tivemos pouco tempos juntos, mas respeito muito. Logo comuniquei para toda equipe. Sei que nada é fácil, mas Deus tem preparado algo muito bom para mim.

Neymar diz que tomou a decisão de jogar no PSG há dois dias:

Neymar diz que tomou a decisão de jogar no PSG há dois dias: “Foi um momento de pressão”

DESGASTE COM O BARCELONA

– Não fiz nada de errado, é difícil responder essa pergunta. Fico triste se alguém está pensando dessa forma. Não faltei com respeito com ninguém, não somos robôs para ficarmos obrigados. Estava no meu direito, sou muito agradecido por todos os barcelonistas. Fico triste de todos que pensam dessa forma.

AMIZADE COM MESSI

– Uma das coisas que me levou ao Barcelona foi jogar com Messi. Para vir para o Paris foi o clube, a ambição que tem. Sou muito fã do Verratti, quero agradecer o Pastore também pela camisa 10. Não esperava por isso, tem todo meu carinho.

META NO PSG

– Quero marcar história. Por isso que vim ao Paris, pro novos desafios e a ambição que tem. Com o presidente falou, nosso objetivo maior é a Champions League, mas também queremos todos os troféus.

PARIS DE NEYMAR?

– Estou ansioso. Para te falar a verdade. Conhecer meus companheiros e a cidade também. Paris é Paris sem Neymar, não precisa de mim. Estou muito feliz, hoje é minha casa. Estou muito feliz em ser mais um brasileiro no clube.

CAMPEONATO FRANCÊS

– Isso foi uma coisa que escutei, muita gente falando sobre a Liga Francesa. estão errados, são jogos difíceis. É um desafio muito grande para mim, para nosso clube. De vencer a liga novamente e buscar outros títulos também. O Paris tem um potencial muito grande para se tornar o maior clube do mundo.

APRENDIZADO COM MESSI

– Um dos motivos que me fizeram ir ao Barcelona foi o Messi. Ídolo no futebol, melhor do mundo. Não tive nenhuma pressão, só na primeira semana quando estava treinando com meus ídolos. Mas eles me deixaram tranquilo. Todo jogador quer isso. Agradeço muito ao Leo, que me acolheu muito. Aprendi muito com ele.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.