Na Argentina, Mulheres de topless foram ameaçadas por policiais

– “Para a alegria de todos os teto fóbicos, vamos embora. Viva a praia fascista!” Assim três mulheres resolveram terminar um episódio, no último sábado, na praia de Necochea, na província de Buenos Aires, em que foram abordadas por policiais por estarem fazendo… topless. A chegada dos agentes foi motivada por uma reclamação de frequentadores e dividiu opiniões no local, fazendo com que seis viaturas e 20 policiais fossem mobilizados no episódio.

— É uma contravenção, um exibicionismo. Vocês têm que ser um pouco mais educadas — diz um policial em vídeo, dentre os muito gravados e divulgados na internet.

As mulheres resistiram, acusando os policiais de machismo.

— São peitos, como os que te deram de comer quando era bebê — argumentou uma delas.

Os policiais ameaçaram prendê-las, classificando-as de “nudistas” e pedindo que se encaminhassem para praias reservadas à prática. Enquanto algumas pessoas presentes defenderam o direito das mulheres de tomarem sol sem a parte de cima do biquíni, outros incentivaram que elas fossem presas.

O prefeito de Necochea se declarou em defesa das mulheres. “Todos sabemos que esta é uma contravenção, mas não é um fato tão grave para suscitar tudo o que gerou ao seu redor. A lei é obsoleta, estou disposto a modernizá-la. É necessário ter a mente aberta”, afirmou Facundo López.

Após o incidente, mulheres estão organizando um “tetaço” em diversos locais na Argentina em defesa da liberdade de escolha das mulheres.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.