Mulher confessa que degolou o pescoço da filha

MONSTRO

UMA MULHER DE 41 ANOS FOI DETIDA NA SEGUNDA-FEIRA, 7, SENDO A PRINCIPAL ACUSADA DE TER DEGOLADO A PRÓPRIA FILHA, QUE NASCEU NA ÚLTIMA SEXTA-FEIRA, 4. O CRIME CHOCANTE FOI COMETIDO NO QUINTAL DA CASA DA FAMÍLIA, NO JARDIM PANORAMA, NA CIDADE DE PONTA GROSSA, PARANÁ. ELA CHAMA-SE, MARIA GENI LOURENÇO DE OLIVEIRA, QUE DE ACORDO COM INVESTIGAÇÕES DA POLÍCIA CIVIL (PC), ELA E A CRIANÇA RECEBERAM ALTA POR VOLTA DAS 13H DE DOMINGO (6).

 

Segundo informações do jornal “Diário dos Campos”, Maria Geni confessou o crime em depoimento à polícia, e também revelou que vinha pensando desde o momento em que chegou em casa, como é que iria “se livrar” da filha. Por volta da meia noite de segunda, ela levou a recém-nascida para fora da casa, a colocou sobre um toco de árvore e usou uma faca de açougueiro para cortar sua cabeça. Depois, utilizou um saco plástico para descartar os restos mortais do bebê.
 
A Polícia Militar (PM) foi avisada por meio de uma denúncia anônima. Detida, ela indicou onde havia deixado o corpo. A acusada também informou que fazia tratamento psicológico há quatro anos, mas interrompeu o uso de medicamentos controlados devido à gestação. Maria Geni já tinha dois filhos, uma garota e um rapaz de 18 anos. O bebê seria fruto do relacionamento com um caminhoneiro que não quis assumir a paternidade.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.