Movimentação turística cai no país, mas no Maranhão é a melhor em 5 anos

 

A taxa de ocupação hoteleira no Maranhão durantes o mês de julho foi a melhor dos últimos cinco anos no estado. O resultado contrasta com a redução média de 30% verificada no turismo nacional no mesmo período.

 

João Antônio Barros Filho, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) no Maranhão, celebra a alta taxa de ocupação dos quartos nos principais destinos do estado: “Os representantes das associações de turismo de outros estados estão nos procurando para saber como conseguimos ampliar nossa movimentação turística. Respondo que nós tivemos condições de receber os turistas, com segurança e atrações para todos”.

 

Carolina, na região da Chapada das Mesas, registrou 78% de taxa de ocupação hoteleira, com incremento também na quantidade de dias de permanência dos visitantes.

 

Em Barreirinhas, a ocupação de chegou a 90% aos fins de semana e 73% nos demais dias.

 

Já em São Luís, 69% das vagas foram ocupadas, com destaque para o turismo de negócios, que chegou a 78% nos hotéis especializados em receber viajantes corporativos. “Nós tivemos uma taxa de ocupação de 85% no período. Para nós esse é um resultado visível das ações do governo, que fez um esforço para divulgar nosso estado em outras capitais. Estamos muito satisfeitos”, diz Dagoberto Silva, diretor de uma rede de hotéis em São Luís, Recife e Fortaleza.

 

Além de participação com estandes nas principais feiras nacionais e internacionais, o Governo do Maranhão investiu fortemente na divulgação dos destinos maranhenses em locais com maior potencial para atração de turistas: aeroportos, aeronaves e revistas especializadas:

 

“Desde 2015, temos fortalecido a promoção turística, com participação em feiras de negócios, em que apresentamos nossos destinos para operadores do trade turístico. São peças publicitárias para atrair mais turistas, em aeroportos, revistas e outdoors em cidades emissoras prioritárias”, disse o governador Flávio Dino ao destacar os bons resultados de julho.

 

“É um momento importante que o Maranhão vive, momento de construção. Desde 2015 o governador vem investindo em infraestrutura, setor este que foi esquecido durante muitos anos em outros governos. Desde a construção da nova campanha, do novo modelo de promoção turística existe um grande planejamento, promovendo as potencialidade do Maranhão nas cidades vizinhas, em grandes eixos, por exemplo, no aeroporto de Brasília, São Paulo e outros. E estamos colhendo frutos de um planejamento sério, comprometido e com a aplicação de recursos onde devem ser aplicados”, explicou o secretário estadual da Cultura e Turismo, Diego Galdino.

 

“Aliada às políticas de promoção da Sectur, a divulgação do destino Maranhão em outros estados traz ganhos à economia local”, afirma o subsecretário da Secretaria de Comunicação e Assuntos Políticos, Daniel Merli. “Os resultados de junho e julho atestam que o Governo do Maranhão fez uma opção correta. É uma linha de comunicação que será mantida, tanto pela promoção turística, quanto na atração de investimentos”, complementa.

 

Turismo de negócios também cresce

 

Importante indicador de aquecimento da economia, o número de viajantes que foram a São Luís para fazer negócios alcançou 78% das vagas disponíveis em hotéis especializados, mesmo num período de alta temporada e de férias: “O hotel foca em viajantes corporativos, não em turistas. Este ano tivemos uma movimentação muito maior do que a registrada nos anos anteriores em julho”, afirma Marly Bacelar, gerente de um dos maiores hotéis da cidade dedicados ao setor.

 

Mais turistas por via terrestre

 

A melhoria na infraestrutura rodoviária maranhense também garantiu o acesso a turistas que optaram por visitar os destinos turísticos maranhenses viajando em carros particulares: “A garagem do hotel ficou lotada, pessoas vindo do Pará, Piauí, Tocantins e de outros estados de carro”, diz Dagoberto Silva.

 

Em 2016, o Governo do Maranhão investiu R$ 1 bilhão na requalificação, construção e reforma de rodovias, avenidas e ruas em todas as regiões do estado, com o Programa Mais Asfalto. Em 2017, serão quase R$ 800 milhões investidos em obras do Programa.

 

Chapada das Mesas

 

Belezas naturais de várias regiões do Estado têm atraído cada vez mais turistas ao Maranhão. (Foto: Divulgação)

Belezas naturais de várias regiões do Estado têm atraído cada vez mais turistas ao Maranhão. (Foto: Divulgação)

Parcerias para produção de periódicos especializados, pesquisas de perfil dos visitantes, programas de ampliação dos roteiros turísticos, além de obras de melhoria rodoviária e segurança pública, elevaram a taxa de ocupação das vagas de hotéis em Carolina para 78%.

 

“Tivemos um aumento até 30% maior em relação ao ano passado, com diversas parcerias com a Secretaria de Cultura e Turismo para privilegiar o turismo regional e pluralizar a oferta de atrações a quem procura a Chapada das Mesas”, diz o secretário Municipal de Turismo de Carolina, Leonardus Borges.

 

Em julho, o governador Flávio Dino assinou ordem de serviço de melhoria, urbanização e pavimentação das avenidas Elias Barros, Frederico Martins e da Avenida Brasil, uma importante via de acesso ao município.

 

Para Dagoberto Silva, os valores excessivos de passagens aéreas também ajudam a explicar o aumento do movimento por rodovias: “Se não fossem os altos preços das passagens aéreas, a taxa de ocupação dos hotéis do estado seria ainda maior”, avalia.

 

Taxa de ocupação da Rede hoteleira de São Luís nos últimos cinco anos (alta temporada-julho)

 

2014: 56%

2015: 57%

2016: 56%

2017: 69%

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: governo do estado

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.