Messi diz que ficará no Barcelona o tempo que o clube quiser

A renovação de contrato de Lionel Messi continua em um processo lento, mas o craque mandou um recado para o Barcelona. No que depender dele, ficará ainda por muitos anos defendendo o clube catalão. Em entrevista à revista inglesa “Coach Magazine”, o camisa 10 disse que continuará jogando no time enquanto o clube o quiser.

– Sempre disse que o Barcelona me deu tudo e eu ficarei aqui pelo tempo que eles me quiserem – disse o craque argentino, quando questionado se um dia gostaria de atuar no Campeonato Inglês.

Na conversa com a revista, Messi disse que Wayne Rooney é o melhor jogador inglês que ele enfrentou e previu que Pep Guardiola ainda terá sucesso na Premier League. O treinador vem encontrando dificuldades para fazer o seu Manchester City jogar bem e vencer com frequência na liga.

Ao falar sobre os companheiros de ataque, Messi disse que a amizade e o trabalho diário ajudam ele, Neymar e Luís Suárez a terem tanto sucesso jogando juntos.

– Primeiramente, trabalhamos muito duro nos treinamentos para que aconteça tudo o que acontece nos jogos. Temos uma conexão natural, uma boa amizade entre nós para além do futebol. E isso ajuda.

Messi disse ainda ter um grande respeito por Cristiano Ronaldo, seu rival na briga por recordes e prêmios de melhor jogador do mundo.

– Existe um respeito mútuo. Eu vejo ele como um grande jogador que conquistou grandes coisas porque é exatamente o que ele é. Minha motivação, contudo, sempre foi em fazer o melhor para o Barcelona, Argentina e para os fãs.

Na entrevista, Messi disse que o momento mais desafiador da sua carreira foi ter tomado a decisão de viajar para a Espanha para se integrar às divisões de base do Barcelona quando tinha apenas 13 anos. O craque lembrou que ainda era muito jovem e foi difícil deixar a família e os amigos para trás.

O camisa 10 elegeu ainda o gol de cabeça na final da Liga dos Campeões de 2009 como o seu favorito e disse que decidiu voltar a defender a Argentina porque ainda tem o sonho de conquistar um título com a seleção. Messi havia decidido abandonar a seleção após o vice-campeonato na Copa América, mas voltou atrás e meses depois jogou pela seleção nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

– Depois da decepção da derrota na final, tive tempo para pensar e conversar com as pessoas. Senti que era a opção correta voltar atrás na decisão. Ainda tenho a grande ambição de vencer um troféu com a Argentina.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.