Mesmo com rendimento abaixo , Fla garante confiança em Marcelo Cirino

O Marcelo Cirino de hoje está longe daquele que iniciou a temporada como titular absoluto do Flamengo. Contratado como reforço de peso, o veloz atacante ganhou moral com Vanderlei Luxemburgo e correspondeu em campo no começo de sua passagem pelo clube, com gols e arrancadas impressionantes. Mas o rendimento caiu bastante a partir da fase decisiva do Campeonato Carioca, e os bons momentos foram ficando cada vez mais raros tanto com Luxa quanto com os sucessores Cristóvão Borges e Oswaldo de Oliveira. O camisa 7 perdeu espaço no elenco com as chegadas de Guerrero e Emerson, hoje os titulares absolutos na frente, e também ficou devendo na maioria das vezes em que teve a chance de entrar no decorrer das partidas.

Cirino chegou ao Rubro-Negro em janeiro e fez 46 jogos até agora, com 11 gols marcados. Desses, nove foram no Carioca, onde disputou 17 partidas, todas como titular. No Campeonato Brasileiro, por outro lado, fez apenas um gol em 19 jogos – 10 como titular e nove como reserva. E na Copa do Brasil também só marcou uma vez em cinco partidas – três como titular e duas como reserva.

O último gol foi há mais de dois meses, no dia 26 de julho, na vitória sobre o Goiás por 1 a 0 no Brasileirão. Desde então ele ficou um mês fora por conta de uma lesão muscular na coxa esquerda, e passou em branco nos oito jogos que disputou após ter se recuperado.

A torcida, que antes gritava o nome de Marcelo Cirino com gosto nas arquibancadas, agora pega no pé do atacante. Dentro do clube, no entanto, ele ganhou um voto de confiança. O técnico Oswaldo de Oliveira, por exemplo, elogiou o desempenho de Cirino contra Chapecoense e Atlético-MG em jogos recentes do time.

– Fico até feliz quando ele pode iniciar uma partida, porque faz parte desse processo de recuperação dele. É um jogador de quem eu gosto muito, já gostava quando ele jogava no Atlético-PR. Com a camisa do Flamengo, gosto muito mais. É um jogador com uma característica que gosto muito, que estou procurando explorar. É legal ter jogadores com características diferentes para ocupar os lugares. Fico feliz de tê-los para fazer uma função tática que gosto muito, de jogar do lado do campo para atacar, servir o companheiro, mas dar complementação tática também, compor a equipe na hora em que está se defendendo – disse o comandante.

Marcelo Cirino Flamengo (Foto: GloboEsporte.com)

O diretor executivo de futebol Rodrigo Caetano, por sua vez, garante que a princípio o Flamengo conta com Cirino no planejamento da próxima temporada, apesar de ele ser reserva e estar num momento ruim. Ele lembrou que o jogador foi alvo do interesse de clubes da Europa, como o Porto, na janela de transferências do meio do ano.

– Tivemos consultas no meio do ano, e o Flamengo não abriu mão dele. Isso já responde, né? A gente conta com ele, é um jogador que consideramos importante. Nós seguimos acreditando no Cirino. As oscilações que a equipe teve também acontecem com o jogador. Vemos nele grande potencial. A princípio contamos com ele, sim, para o próximo ano – afirmou o dirigente.

Marcelo Cirino foi contratado junto ao Atlético-PR em transação que envolveu também o fundo de investimentos Doyen Group. O atleta assinou por três anos com o Flamengo, mesmo período que o clube da Gávea tem para pagar o empréstimo de R$ 16,5 milhões para a compra de 50% de seus direitos econômicos – o valor será ajustado em 10% anualmente. Caso o Flamengo venda Cirino nesse período, fica com 20% do montante, e os outros 80% vão para a Doyen Group.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.