Menina é estuprada por 3 professores de “capoeira” em universidade do Piaui

Uma adolescente de 12 anos, do Pará , foi convidada para menina-torturada-9  participar  um do evento, denominado  “Eu vou Berimbau Me Chamou”, entre os dias 7 e 9 de agosto, para comemorar os 20 anos de aulas de capoeira na sede da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Piauí,  denunciou que foi estuprada por três homens, quando dormia no alojamento montado na Adufpi. A vítima estava dormindo no momento do estupro, segundo a delegada Anamelka Albuquerque, que apura a denúncia. O estupro foi confirmado por professores de capoeira, que postaram áudios no WhatsApp repudiaram a agressão. “Eu não sei nem classificar o nome desses três, que são qualquer coisa, menos ser humano. E ainda tem gente, ainda tem capoeirista, que está defendendo essa prática. Dizendo que a culpa é dela. Eu acho isso horrível, isso é ridículo”, postou um professor na rede social WathsApp. “Nós ouvimos uma testemunha apontada pela vítima, mas vamos ouvir outros também e realizar diligências para localizar cada um deles, que seriam os autores do crime”, adiantou a delegada. A vítima denunciou o estupro na Delegacia da Mulher, no bairro Dirceu Arcoverde, zona Sudeste de Teresina. Ela admitiu que bebeu álcool com um rapaz e dormiu com ele no alojamento. Ela suspeita que tenha sido dopada, antes de ser estuprada por três homens, que participavam do encontro de capoeira na Adufpi.  Segundo ela, o namorado deixou o alojamento e outros três homens entraram no local, aproveitando o fato da garota estar dormindo, bêbada. Segundo a denúncia, a jovem só acordou quando já estava sendo estuprada. A diretoria da Adufpi informou que está colaborando com as investigações e que instaurou procedimento administrativo para apurar a denúncia.

Fonte:piauihoje

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.