Médicos contratados dos ‘Socorrões’ podem parar atividades em São Luís

Médicos contratados que atendem nos hospitais Djalma Marques, Socorrão 1, e Dr. Clementino Moura, Socorrão 2, em São Luís, ameaçam paralisar as atividades. De acordo com a categoria, houve atraso no pagamento de salários e corte em mais de 50% nos vencimentos de alguns plantonistas.

Os salários que estariam atrasados correspondem ao vencimento do mês de fevereiro. De acordo com a Associação dos Médicos dos Socorrões (AMESS) e ex-diretor do Socorrão 1, alguns dos médicos contratados chegaram a receber o pagamento no sábado, dia 7, mas os salários haviam sido reduzidos. Além disso, a maioria dos médicos sequer chegou a receber o pagamento.

Por causa desse corte e também da falta do pagamento, alguns médicos deixaram de ir para os plantões este mês, mas foram convencidos pela AMESS a continuarem com os atendimentos nos plantões para que a população não fosse prejudicada.

Para buscar soluções para a situação, os profissionais se reuniriam nessa terça-feira (10), na sede do Conselho Regional de Medicina, para deliberar sobre quais rumos devem tomar. Nesta quarta-feira (11), uma reunião entre uma comissão formada pelo CRM, sindicato, AMESS e coordenações e a Secretaria Municipal de Saúde ( Semus) deve decidir sobre a situação do contrato desses médicos e outras reivindicações da categoria.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que os salários dos profissionais médicos que têm contrato temporário, referentes a fevereiro, já foram pagos e a remuneração recebida por eles foi calculada com base na carga horária trabalhada no referido mês.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.