Mansão erguida em área de preservação ambiental é implodida em Paraty

Após uma ação judicial, foi implodida, nesta terça-feira (9), uma mansão de 1.600 metros quadrados construída em área de proteção ambiental, em Paraty, no Sul Fluminense. A implosão foi realizada pela Secretária estadual do Ambiente.

Para demolir o imóvel, foram utilizados 20 quilos de dinamite. Segundo a Secretaria, o proprietário do imóvel, que é coreano, foi multado e indiciado por crime ambiental.

De acordo com a secretária estadual do Ambiente, Marilene Ramos, o proprietário já havia sido notificado várias vezes sobre a ilegalidade da obra. “Ele, inclusive, foi obrigado, em uma ação civil pública, a demolir a habitação e fazer o replantio da área que desmatou. A demolição da mansão foi custeada pelo governo e o proprietário será obrigado a ressarcir o estado, sob pena de inclusão na dívida ativa”, explicou a secretária.

Para construir a mansão, foi desmatada uma grande área de Mata Atlântica. Após a demolição, houve um princípio de incêndio, que foi rapidamente controlado pelo Corpo de Bombeiros e por policiais do Batalhão Florestal.

“Com essa ação, as pessoas vão pensar duas vezes antes de construir em áreas protegidas. A operação para reprimir crimes ambientais no Sul Fluminense será realizada por tempo indeterminado”, completou Marilene Ramos.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.