“Lutamos pela máxima igualdade possível”, diz Flávio Dino ao anunciar expansão do Travessia

 

 

“Devemos isso a vocês, porque nos trouxeram essa ideia.” Assim o governador Flávio Dino iniciou o agradecimento a representantes de entidades, usuários e familiares que utilizam o serviço Travessia. O transporte porta a porta e gratuito para pessoas com deficiência do Governo do Maranhão está completando dois anos com a marca de 35 mil atendimentos e expansão para mais seis cidades.

“Nós lutamos sempre pela máxima igualdade possível, para que as pessoas tenham direitos, tenham acesso a serviços públicos, acesso a oportunidades”, declarou o governador, que na ocasião também entregou placas de homenagem aos 10 usuários que mais utilizaram o serviço.

“A grande novidade do dia é que mais seis cidades vão receber o programa. Além da Ilha de São Luís e da Região Tocantina, que já receberam, agora levaremos para outras regiões”, disse Flávio Dino.

As cidades são Pinheiro, Bacabal, Presidente Dutra, Caxias, Timon e Açailândia.

Flávio Dino também anunciou a expansão de outro projeto: “O Inclusive Praia teria inicialmente um ano de duração, mas aproveitamos para anunciar que já garantimos mais um ano de oferta da ação”, afirmou.

Com o Inclusive Praia, pessoas com deficiência podem usar o Travessia para o transporte e também contar com suporte nas horas de lazer na praia.

Homenagens

O Travessia garante o direito de ir e vir. (Foto: Gilson Teixeira)

Vitor Gustavo da Silva Abreu é um dos usuários homenageados que gostou da expansão do projeto Inclusive Praia. Cadeirante, o garoto de 12 anos teve paralisia cerebral, e, segundo a mãe, Valdilene Silva, essas iniciativas deram outras possibilidades para o filho.

“Agora a gente consegue levar ele para a praia, para o cinema, mas com certeza o mais importante foram os atendimentos médicos. Antes eu tinha que andar com ele no braço, carregando por causa da acessibilidade. Agora ele já vai na cadeira e fica melhor pra gente’, comentou.

Mateus Mendonça Rabelo também foi um dos homenageados. Diagnosticado com microcefalia, o garoto de dois anos é acompanhado pelo Programa Ninar, que além da casa de apoio, oferece atendimento integrado e especializado para desenvolvimento neurológico. A pensionista Dalva Daltro Mendonça foi quem acompanhou o neto na premiação.

“O Travessia é muito bom porque toda semana ele precisa ir para as consultas, a fisioterapia e com o Ninar ele é atendido em hospitais e unidades de toda a cidade, então facilita muito”, contou.

Ainda de acordo com a avó, as ações de inclusão e o atendimento especializado oferecidos pelo Governo do Estado mudaram a vida do neto. “Ele já está até estudando”, completou.

Quem também relata mudança de vida é o professor de futsal Herlon Azevedo Almeida. Com o serviço, ele conseguiu se deslocar para o trabalho todos os dias: “Como agora eu consigo trabalhar, estou podendo realizar um sonho, pagar a faculdade”.

Expansão

Travessia vai chegar a mais seis cidades. (Foto: Gilson Teixeira)

Executado por meio da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), o serviço chegará a mais seis cidades neste semestre.

“Todo projeto tem que ser ampliado. Nesse sentido que o governador Flávio Dino determinou a ampliação, e, assim, nós chegaremos à Baixada Maranhense, no município de Pinheiro, Região Central do Estado, no município de Bacabal, Presidente Dutra, e na área leste do Estado, Caxias e Timon, além do município de Açailândia, na região Tocantina”, diz Lawrence Melo, presidente da MOB.

Vindo de Caxias para a comemoração, o usuário de cadeira de rodas e assistente social Paulo Carneiro ficou feliz com a notícia: “É de muito bom grado que recebemos essa notícia, temos muitas pessoas com deficiência em Caxias, e, com certeza, esse programa será muito bom para aquela população”.

Travessia

Em São Luís o serviço opera com quatro vans, que realizam a viagem com três cadeirantes e três respectivos acompanhantes, além de duas pessoas com deficiência visual, totalizando oito passageiros por viagem. No ano de 2017 foram realizados 748 cadastros no município de São Luis e cerca de 17.863 viagens, desse total, 15.903 eram de cadeirantes, 1.862 deficientes visuais e 1.960 de crianças com microcefalia e hidrocefalia.

Em Imperatriz, o Serviço Travessia atende as cidades de Davinópolis, Senador La Roque e João Lisboa, em 2017 foram realizados 9.813 viagens entre pessoas com deficiência física e visual. Desse total 7.951 são cadeirantes e 1.862 são deficientes visuais. Para este ano de 2018 o objetivo é ampliar o serviço, superando o número de atendimentos.

Flávio Dino recebeu usuários do Travessia. (Foto: Gilson Teixeira)

FONTE: GOVERNO DO ESTADO

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.