Greve dos Correios termina na maior parte do país

A maior parte dos trabalhadores dos Correios que havia aderido à paralisação parcial decidiu, em assembleias, retornar às atividades às 22h de ontem (08).

Dos 23 sindicatos que se reuniram hoje, 21 decidiram encerrar o movimento paredista. Em Santa Catarina e na região de Santa Maria (RS), os empregados decidiram continuar a paralisação, no entanto, terão de cumprir decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) de manter o mínimo de 80% do efetivo em cada unidade. No Acre, a assembleia será realizada apenas nesta terça-feira (9). Na sexta-feira (5), empregados do Distrito Federal, Espírito Santo, Amapá, Roraima, Tocantins, Sergipe, Rio Grande do Sul, Ribeirão Preto e região, Uberaba e região, Bauru e região, Santos e região, e Juiz de Fora e região já haviam retornado ao trabalho.

No fim de semana (6 e 7), houve mutirão em todo o país. A iniciativa envolveu cerca de 12 mil trabalhadores, que triaram (prepararam para entrega) 14,4 milhões de cartas e encomendas e entregaram 5,7 milhões de objetos.

Nesta segunda (08), a categoria completou dez dias e cerca de 1.800 trabalhadores maranhenses, entre carteiros, atendentes, operadores de triagem, e setor administrativo cruzaram os braços.

Segundo o presidente do Sindicato dos Correios do Maranhão, Márcio Martins,  as principais reivindicações da categoria, são contra à privatização, contra a suspensão das férias, contra o fechamento das agências e contra a Reforma Previdenciária e Trabalhista. O presidente também questiona sobre as condições de trabalho. “Muitos veículos estão sucateados, falta condições para trabalhar. Reivindicamos também a realização de um concurso público para preenchimento de pelo menos 500 vagas”, afirma Márcio Martins.

Ontem (08), os Correios anunciaram o lançamento de um concurso público nacional, com previsão de início neste mês de maio. As vagas são para todo o país, exceto Mato Grosso, com oportunidades para as áreas de Segurança e Medicina do Trabalho.

Segundo a empresa, as inscrições serão abertas ainda neste mês, para as seguintes vagas: Auxiliar de Enfermagem do Trabalho, Técnico de Segurança do Trabalho, Enfermeiro do Trabalho, Engenheiro de Segurança do Trabalho e Médico do Trabalho.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.