Governo registra mais de sete mil atendimentos na Caravana Maranhão Quilombola em Pirinã

O Governo Estado registrou mais de sete mil atendimentos na ação da Caravana Maranhão Quilombolaem Pirinã, na região de Pinheiro, com atendimentos médicos e sociais. Dentro do conjunto de ações levadas ao povoado quilombola, a Secretaria de Estado da Saúde realizou diversos tipos de serviços como imunização, atendimento e orientação em saúde bucal, atendimento médico, teste rápido para HIV, Hepatites B e C, Sífilis.

Quinhentos e vinte cinco moradores do Quilombo Pirinã, no município de Pinheiro, receberam diversos serviços de saúde levados pelo programa Caravana Maranhão Quilombola, totalizando 7.786 atendimentos. O programa do Governo do Estado tem ações voltadas para implementação de estratégias e ações que garantam melhores condições de vida à população quilombola.  O atendimento foi realizado na última terça-feira (29).

Para a chefe do Departamento de Educação em Saúde da Secretaria Adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Claudiana Cordeiro, estas atividades possibilitam o desenvolvimento dos quilombos, ampliando o acesso a serviços básicos de saúde para melhorar o IDH e a qualidade de vida. “É uma ação que leva serviços essenciais às comunidades rurais distantes da sede do município”, disse.

Nessa quarta-feira (30), a população do Quilombo Santana dos Pretos participou da Caravana Maranhão Quilombola e teve acesso a ações de prevenção e cuidado das doenças mais prevalentes entre a população negra. Além dos atendimentos, medicamentos foram distribuídos nos dois quilombos durante o programa.

A população quilombola recebeu, ainda, preservativos (masculino e feminino), participou de palestras educativas em saúde bucal e realizou exames preventivos em mulheres dos dois quilombos.

O programa, instituído por decreto em julho de 2015, é uma iniciativa inédita do Governo do Estado, colocado em prática pela Secretaria de Estado de Igualdade Racial (Seir) e que conta com a participação de todas as secretarias e entidades públicas estaduais, de acordo com as suas competências específicas.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.