Governo promove oficinas de produção cultural para jovens de comunidades carentes

O Governo do Estado, por meio da secretaria Extraordinária da Juventude (Seejuv), abre a partir desta quinta-feira (19) inscrições para oficinas temáticas do projeto “Juventude em Cena”, que terá sua primeira edição realizada nos bairros do Polo Cororadinho, em São Luís, entre os dias 23 e 27 de março.

A ação integra o conjunto de políticas públicas promovidas para os jovens maranhenses e reafirma o compromisso do governador Flávio Dino com a juventude, que se consolida através de espaços de promoção de cidadania no intuito de fortalecer o protagonismo juvenil no estado.

As inscrições podem ser feitas nesta quinta-feira (19) e sexta-feira (20), das 8h às 17h, nas escolas que receberão as oficinas. As vagas são limitadas a 40 jovens por oficina.

Juventude em Cena
O projeto “Juventude em cena” tem como objetivo transmitir conhecimentos para que os jovens e adolescentes se tornem capazes de produzir seus próprios vídeos, exposições fotográficas, peças teatrais, espetáculos de danças, blogs e sites de construção coletiva, além de informações sobre procedimentos de primeiros socorros. Além disso, as ações possibilitarão aos participantes, adquirir uma compreensão transformadora da realidade de suas comunidades.

A primeira edição do projeto terá como público-alvo, adolescentes e jovens na faixa etária de 14 a 29 anos, estudantes de escolas da rede pública estadual e municipal das comunidades do Polo Coroadinho. Serão promovidas oficinas de produção de vídeo, fotografia, apropriação tecnológica, grafite, teatro, dança e primeiros socorros/prevenção de acidentes. Para marcar o encerramento das oficinas, no dia 28 de março, será realizado o Festival Arte na Praça. Durante o evento de encerramento serão exibidas todas as produções das oficinas, além de apresentações culturais de artistas das comunidades, ações sociais e torneio de futebol.

As oficinas serão realizadas nas escolas João Lima Sobrinho, Rubem Almeida e Josué Montello (rede municipal), Arthur de Azevedo e Dorilene Silva Castro (rede estadual). Poderão participar das formações, alunos dessas unidades de ensino, além de outros jovens que residam nos bairros do Polo Coroadinho, desde que estejam dentro da faixa etária exigida pelo projeto.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.