Governo inicia construção da Política Estadual de Atenção Integral à Saúde da População Negra

 

Com o objetivo de implantar a Política Estadual de Atenção Integral à Saúde da População Negra, o Governo do Estado e representantes de movimentos sociais estão organizando discussões sobre o tema por todo o estado. A proposta é, a partir de debates em escutas territoriais macrorregionais e de uma conferência estadual, levantar as demandas da população para avançar na construção dessa política. Em reunião realizada na manhã desta terça-feira (11), representantes do poder público e membros da sociedade civil definiram o calendário das escutas e começaram a planejar os encontros.

 

O secretário adjunto da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde, Marcelo Rosa, explicou a importância do debate. “80% da população maranhense é negra. Então, as políticas de saúde precisam levar esse cenário em consideração. Existem agravos que estão relacionados com a etnia, como a anemia falciforme, por exemplo. Precisamos instituir uma política que seja direcionada a essa população. Essa é uma dívida histórica do estado com a população negra. Por isso, estamos preocupados e empenhados com a implantação dessa política”, disse.

 

As escutas territoriais macrorregionais acontecerão nos meses de julho e agosto, nas regiões de Itapecuru, Pinheiro, Bacabal, Codó, Imperatriz, Balsas, Presidente Dutra e São Luís. A proposta das escutas é descentralizar as discussões e ampliar o debate sobre o tema, envolvendo movimentos sociais e representantes da população negra, como povos de matriz africana e quilombolas.

 

Além da Secretaria de Estado da Saúde (SES), participam da organização do encontro as secretarias estaduais de Igualdade Racial (Seir), extraordinária de Juventude (Seejuv), Direito Humanos e Participação Popular (Sedihpop), Mulher (Semu), Educação (Seduc) e Desenvolvimento Social (Sedes). Também compõem a equipe de trabalho a Casa Civil e representantes de organizações da sociedade civil como o Centro de Cultura Negra.

 

A secretária adjunta de Igualdade Racial, Socorro Guterres, ressaltou que a construção da Política Estadual de Atenção Integral à População Negra é uma reivindicação antiga e foi pauta das conferências municipais, estadual e nacional. “A institucionalização dessa política no Maranhão foi um dos encaminhamentos da III Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial”, lembrou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: GOVERNO DO ESTADO

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.