Gays comemoram prisão de padre em Caxias /MA

Quando os homossexuais começaram a receber permissão do governo para se casarem, afirmavam que era o suficiente. Muitos dos líderes desse movimento diziam que a cerimônia religiosa não era importante. Pouco a pouco algumas denominações foram cedendo e começaram a realizar casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

A Promotoria de Justiça da cidade pediu a prisão temporária do padre da igreja católica matriz. Para a promotora Paula Leiz, a atitude do padre foi homofóbica e intolerante, ao dizer que sua moral e religião não permitira a realização do casamento.

Os dois rapazes comemoraram a prisão do padre e afirmaram que irão continuar a denunciar qualquer líder cristão que se negar a realizar cerimonias de casamento homossexuais.
“Nós somos a resistência, iremos lutar contra qualquer forma de preconceito e intolerância. Nenhuma religião está acima de nossa causa”, disse um dos rapazes em entrevista a um canal de TV local.

O padre, cujo nome não será revelado aqui por motivos de integridade, segue preso na cadeia local aguardando julgamento que poderá acontecer na próxima segunda feira (29).

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.