Foragido de Pedrinhas e acusado de roubo a banco morre durante operação policial

O confronto aconteceu em Santa Rita. Vanderluz da Silva é um dos criminosos resgatados do CDP por grupo criminoso, em maio deste ano

SANTA RITA ­ O foragido do Complexo Penitenciário de Pedrinhas e suspeito de assalto a banco, identificado como Vanderluz Gomes da Silva, conhecido como “Martelo”, de 36 anos, foi morto a tiros durante confronto com a equipe da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic) e policiais militares.

O confronto aconteceu na madrugada deste sábado (24), na cidade de Santa Rita. Vanderluz Gomes foi um dos 36 resgatados da Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6 (UPSL 6), antigo Centro de Detenção Provisória (CDP), ocorrido no dia 21 do mês passado. A polícia também informou que desses fugitivos, sete morreram, 17 recapturados e ainda há 12 foragidos.

O superintendente da Seic, delegado Thiago Bardal, declarou que a polícia está trabalhando para recapturar esses foragidos de Pedrinhas. Ainda na noite da última sexta­-feira, os policiais ficaram sabendo que Vanderluz da Silva estaria se escondendo em Santa Rita.

Os policiais se deslocaram até essa cidade onde fizeram campana. Na madrugada deste sábado, acabou acontecendo o confronto, e uma dos tiros atingiu o foragido, que ainda foi levado para o hospital de Santa Rita, mas chegou sem vida.

O corpo dele foi removido para o Instituto Médico Legal (IML) em São Luís, para ser periciado. Bardal também informou que Vanderluz da Silva era natural de Goiânia, no estado de Goiás e possui uma extensa ficha criminal, principalmente, pelo crime de roubo a bancos nos estados do Maranhão, Piauí e Tocantins. “A polícia continua realizando buscas em todo o Maranhão para prender os fugitivos de Pedrinhas e alguns deles fazem parte de quadrilha interestadual especializada a roubo a banco”, disse o delegado.

Resgate

Na noite do dia 21 de maio deste ano, um grupo criminoso trocou tiros com a polícia e conseguiu explodir o muro dos fundos da CDP. Essa ação ilegal resultou na fuga de 36 apenados do bloco Gama e, de acordo com as informações da polícia, tinha como objetivo resgatar apenados que respondem por assalto e explosão de bancos.

Mais morte

Também durante a madrugada de sábado, 24, deu entrada o corpo de Newton Pinheiro Filho, de 29 anos, no IML. A polícia informou que a vítima levou vários tiros efetuados por homens, não identificados, no bairro da Divineia, durante a noite da última sexta­feira. Ela foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Araçagi, mas morreu antes de ser submetida a tratamento cirúrgico.

 

 

 

 

FONTE: IMIRANTE.COM

 

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.