Fé e Devoção movimentam a Festa do Divino Espírito Santo em Alcântara-MA

Uma tradição secular marca uma das mais tradicionais festas religiosas do país, a Festa do Divino, em Alcântara Maranhão, preparada com pelo menos um ano de antecedência pelos moradores da cidade. Com a intenção de preservar essa expressão da identidade do povo maranhense e fortalecer o turismo da região, o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, e o Secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão; estiveram na cidade de Alcântara na última sexta-feira (26) representando o Governo do Maranhão, que mais um ano apoia o evento garantindo o cumprimento do calendário religioso e popular da cidade histórica.

Iniciada na quarta-feira (24), a festa do Divino Espírito Santo acontece durante 12 dias, enchendo as ruas antigas e os casarões de Alcântara de alegria, diversidade cultural e turistas; em especial pela peculiaridade que a distingue de outras festas, a presença marcante das caixeiras que tocam e cantam contagiando todas as pessoas que acompanham os cortejos.

Para o secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, a Festa do divino Espírito Santo é um valioso patrimônio cultural e como tal precisa ser preservado e renovado. “A maravilha da festa está justamente na simbologia de cada rito e na tradição. A comunidade toda se mobiliza para a festa, passando os ensinamentos para as próximas gerações. Vamos trabalhar para preservar e difundir esse maravilhoso patrimônio do Maranhão” – garantiu.

O prefeito de Alcântara, Anderson Wilker (PCdoB), comemora o desenvolvimento que a festa leva para a cidade, o que é reforçado pela parceria com o Governo do Maranhão. “Em nome do povo de Alcântara agradeço ao governador Flávio Dino e toda a sua equipe, que tem colaborado muito com o nosso município. Essa parceria é fortalecida durante a Festa do Divino, que movimenta a cidade e aquece a nossa economia”, pontuou o gestor municipal.

Para a Secretária Municipal de Cultura e Turismo, o festejo fortalece a tradição cultural e religiosa da cidade. “A comunidade prepara a festa e nós do poder público ajudamos na divulgação, e apoiamos todo festejo. A secretaria de cultura está apoiando desde que assumimos a gestão do município em janeiro e o prefeito Anderson tem dado todo suporte necessário para o festejo seja cada vez melhor e traga muito mais turistas para nossa cidade” – destacou Marcelina Serrão.

Até o dia 4 de junho, quando encerra o evento, Alcântara é tomada pelo clima das festividades, o que inclui a realização de missas, hasteamento de mastros, ladainhas, alvoradas das caixeiras e cortejos que percorrem ruas, ladeiras, becos e a casa dos moradores do município. Um dos pontos altos da festa acontece no salão nobre do Palácio Imperial de Alcântara, local onde é montado um altar para apresentação dos membros da corte.

A FESTA RELIGIOSA

No Maranhão, a cidade histórica de Alcântara abriga uma das maiores festas do Divino Espírito Santo. Com cortejos e rituais ricos em arte, roupas, canto, dança e culinária, a festa é acima de tudo uma experiência de resistência e força da comunidade.

As caixeiras constituem elemento imprescindível e típico da festa do Divino no Maranhão. São senhoras idosas com o encargo de tocar caixas e entoar cânticos, repetidos de cor ou improvisados, em louvor ao Divino Espírito Santo.

Originária dos colonos açorianos e seus descendentes, os festejos em Alcântara reproduzem os costumes de uma corte imperial, formada por cinco a dez ou mais crianças, na faixa etária entre 4 a 14 anos, vestidas com roupas de época, usando trajes da corte de imperadores e mordomos, com seus respectivos símbolos, como coroa, tiaras, cetro e outros.

A Festa, realizada em diversas cidades do país, acontece no domingo de Pentecostes, 50 dias depois da Páscoa, e comemora a vinda do Espírito Santo que anunciou a ressurreição de Jesus Cristo.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.