Família é encontrada morta em São Gonçalo, RJ

Diretor de eventos e conselheiro da OAB-Rio, Wagner da Silva Salgado, chegou a ser levado para hospital, mas não resistiu. Mãe e filha tinham marcas de tiro.

Uma família foi encontrada morta em São Gonçalo, no Barro Vermelho, São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, na manhã desta sexta-feira (17). A mulher, que foi identificada como Soraya Gonçalves Resende, de 38 anos, e a filha, Giovanna Resende Salgado, de 10 anos, já estavam mortas, com marcas de tiros, quando a polícia chegou ao local. Wagner da Silva Salgado, 43 anos, marido de Soraya e pai da criança, foi atingido por três tiros na cabeça, chegou a ser internado no Hospital Estadual Alberto Torres, mas não resistiu.

Menina Giovanna, de 10 anos, morta a tiros em São Gonçalo (Foto: Reprodução/Facebook)

Menina Giovanna, de 10 anos, morta a tiros em São Gonçalo (Foto: Reprodução/Facebook)

O 7°BPM (São Gonçalo) foi acionado durante a madrugada. No local, os PMs e bombeiros resgataram o pai com vida, mas constataram que a mulher e a filha do casal não resistiram aos ferimentos. A perícia da Polícia Civil foi acionada e o caso ficou a cargo da Divisão Homicídios.

Wagner era diretor de eventos e conselheiro da OAB-Rio. Em nota, a OAB-Rio lamentou o ocorrido. “É com imenso pesar que a diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Estado do Rio de Janeiro (OAB/RJ), comunica o falecimento do diretor de Eventos da OAB/São Gonçalo, Wagner da Silva Salgado, de sua esposa, Soraia, e da filha, Giovanna, após ato de extrema violência que ocorreu dentro da casa da família, na madrugada desta sexta-feira, dia 17. A presidência da OAB/RJ já entrou em contato com a Secretaria Estadual de Segurança para exigir rapidez na investigação do bárbaro crime”.

 FONTE: G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.