Estudantes e comunitários protestam contra aumento abusivo das passagens

1459186123-12228209420160328135840Manifestantes se reúnem na tarde desta segunda-feira (28), no Centro de São Luís, para protestar contra o reajuste das tarifas de ônibus da capital. O aumento de 11,8% entrou em vigor deste sexta-feira (25).

A concentração do protesto começou por volta das 15h, na região da Praça Deodoro. De acordo com os organizadores, os manifestantes sairão em passeata pela Rua Rio Branco, Avenida Beira-Mar, Terminal da Praia Grande, Prefeitura de São Luís e Ponte José Sarney.

Grande parte dos manifestantes é de estudantes, que empunhavam cartazes como: “Chega de exploração. 2,90 é um crime”, “2,90 não”, “Só os mortos não reclamam. 2,90 não. #RevogaEdivaldo #PassLivreJá”, “Nenhum centavo a mais. 2,90 eu não pago. #ContraOAumentoSLZ”, entre outros.

Por volta das 17h30, os manifestante bloquearam os dois sentidos da Ponte José Sarney. Um engarrafamento se formou no local.

Um dos articuladores do movimento é a seccional Maranhão da Assembleia Nacional dos Estudantes Livres (ANEL), entidade que existe desde 2009, além da União da Juventude Socialista (UJS).

Reajuste

Com o aumento, os valores das passagens de nível I que custavam R$ 1,90 passaram para R$ 2,20. Já as passagens do nível II fixadas em R$ 2,20, agora valem R$ 2,50. As passagens de nível IV, que custavam R$ 2,60, passaram para R$ 2,90. As tarifas das linhas metropolitanas do Governo do Estado mudaram de R$ 2,80 para R$ 3,10.

A decisão do reajuste das passagens foi tomada durante reunião realizada no dia 23, na sede da SMTT, entre representantes da Prefeitura e do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET).

O último reajuste das passagens de ônibus de São Luís havia ocorrido no dia 27 de março de 2015. Na ocasião, os preços passaram de R$ 1,60 para R$ 1,90; R$ 1,90 para R$ 2,20 e R$ 2,40 para R$ 2,80. O aumento, porém, desagradou a população e durante três dias houve protestos na capital. No dia 3 de abril, a Prefeitura anunciou uma redução de R$ 0,20 no valor da tarifa mais cara, que havia sido reajustada para R$ 2,80 e passou a custar R$ 2,60.

O reajuste anterior ao do ano passado foi concedido em junho de 2014, quando o preço das passagens de ônibus sofreu acréscimo de R$ 0,30. O reajuste no valor das tarifas em 2014 foi o desfecho da greve dos rodoviários, que já se estendia por 16 dias.

Veja galeria de imagens

anteriorpróxima

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.