Em São Luís, 1% das residências apresentaram foco de dengue

Tampar recipientes é uma das ações encontradas para diminuir risco da dengue (Foto: Reprodução/TV Mirante)Tampar recipientes é uma das ações usadas para diminuir risco da dengue

O risco de epidemia de dengue no Maranhão, que de janeiro ao inicio de março, registrou 916 casos da doença, levou as autoridades a intensificar campanhas de conscientização contra o mosquito aedes aegypti. O número é quase três vezes maior que o contabilizado no mesmo período de 2014, quando ocorreram 390 casos.

A maior preocupação da vigilância epidemiológica é com a reprodução acentuada do mosquito transmissor da dengue. Levantamento do Ministério da Saúde aponta que São Luís é uma das 18 capitais brasileiras em estado de alerta para epidemia da doença. Na capital, 1% das casas pesquisadas apresentaram larvas do aedes aegypt.

Em apenas dois meses, 53 casos da doença segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde. Por isso, diversas ações foram desencadeadas para o combate ao mosquito que transmite a dengue.

O coordenador do programa de combate à dengue da Semus, Pedro Tavares, disse que algumas medidas são rotineiras como, por exemplo, a visita dos agentes casa a casa. Porém, outras são campanhas pontuais nos períodos de maior incidência, como o das chuvas, deste início de ano.

“Temos duas ações importantes que temos colocado em prática com a Semosp, que é o recolhimento diário de pneus para eliminar o máximo esse criadoro e também o bota fora, onde recolhemos todo o material inserviveis que existem nas casas e não coletados na coleta diária. O objetivo é evitar a proliferação do mosquito da dengue e de outros animais nocivos como ratos e baratas qeu se abirgam nestes locais”, destacou.

Trezentos e quarenta municípios brasileiros se encontram em situação de risco para ocorrência de epidemia de dengue e mais 877 estão em alerta. No total, 1.844 municípios brasileiros realizaram o levantamento, entre janeiro e fevereiro deste ano. No ano passado, 1.459 municípios fizeram a pesquisa no mesmo período do ano.

A programação do Bota Fora segue um cronograma de cobertura para atender todos os bairros.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.