Eleições 2018: Mais de 3,3 milhões de eleitores já baixaram o e-Título

Um relatório gerado a partir da base de dados do Cadastro Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contabilizou, até esta segunda-feira (21), a emissão de mais de 3,3 milhões de e-Títulos. O aplicativo, que permite aos eleitores acessarem uma via digital do título eleitoral por meio de smartphones ou tablets, pode ser baixado nas lojas da Apple Store e Google Play.

De acordo com o relatório, do total de 3.330.628 e-Títulos baixados, 2.878.890 pertencem a eleitores que já fizeram o cadastramento biométrico (por meio das impressões digitais). São Paulo foi o estado com o maior número de e-Títulos baixados: 849.902. Em seguida, vêm os estados da Bahia, que registrou 228.576 downloads do documento, e do Rio de Janeiro, com 222.771 baixados.

Para gerar o e-Título, basta baixar o aplicativo, disponível para dispositivos iOS, Android e tablets. O eleitor deverá preencher os dados pessoais exatamente como estão registrados no Cadastro Eleitoral. Caso haja divergência entre as informações inseridas no aplicativo e as lançadas no documento original, o sistema não validará o cadastro.

O e-Título informa o endereço do local de votação georreferenciado e fornece informações sobre a situação do eleitor. Mas a principal novidade é que, para os eleitores que já fizeram o recadastramento biométrico e têm sua foto na base de dados da Justiça Eleitoral, o documento digital poderá ser utilizado para a identificação perante o mesário na hora de votar.

Com o aplicativo, o cidadão terá suas informações eleitorais sempre seguras e disponíveis, diminuindo os riscos de extravios e danos ao título de eleitor. Também será reduzido o tempo de atendimento nos cartórios eleitorais em casos de serviços de impressão, assinatura e entrega do título.

Acesse o relatório de emissão de e-Título por unidade da Federação.

Com informações do TSE.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.