Dois suspeitos são mortos e um morador ferido durante ação da PM na Rocinha

 

 

PM apreendeu um fuzil AK-47 com os suspeitos. Um morador foi baleado de raspão na cabeça.

 

 

Dois suspeitos foram mortos durante uma ação da Polícia Militar na Rocinha, em São Conrado, Zona Sul do Rio, na manhã desta terça-feira (30). Os dois chegaram a ser socorridos e levados para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, mas não resistiram. Com os criminosos a polícia apreendeu um fuzil AK-47.

Um morador de 42 anos foi baleado de raspão na cabeça na Rua 2, por volta das 9h. A vítima trabalha como entregador de jornal e estava voltando do trabalho. Por volta das 9h45, moradores relataram ter ouvido troca de tiros na comunidade.

No sábado (27), uma idosa foi baleada na comunidade da Rocinha. A assessoria da Polícia Militar informou que não houve confronto envolvendo a PM na comunidade.

A polícia também está investigando a morte de uma jovem de 19 anos, identificada como Ana Luíza Carvalho da Silva. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, ela seria ex-mulher do traficante Adriano Cardoso da Silva, o Modelo, genro de Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem. Ana foi morta dentro de casa na Rocinha na noite de sexta-feira (26). O corpo da vítima foi encontrado pelo padrasto dela, que acionou a Polícia Militar. A Divisão de Homícidios quer entender se a morte tem relação com as disputas entre traficantes na Rocinha.

Confrontos entre PMs e traficantes

Desde setembro de 2017, a cada três dias, pelo menos, uma pessoa morreu em confrontos entre policiais e traficantes na favela da Rocinha. De acordo com números da Polícia Militar, 37 pessoas morreram na troca de tiros. Entre elas, o soldado Thiago Chaves da Silva.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FONTE: G1

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.