Delegado, escrivã, agentes da Polícia e advogado são presos em Açailândia

Uma operação da Polícia Civil resultou nesta quarta-feira (28), na cidade de Açailândia, nas prisões de quatro policiais civis e um advogado acusados pelo Ministério Público de formação de quadrilha.

Foram detidos o delegado Thiago Fillipin, titular da Delegacia do município; dois agentes identificados pelos nomes de Mauro e Glalber; uma escrivã, cujo primeiro nome é Silvia; e um advogado identificado como Eric.

Os acusados foram transferidos para São Luís no helicóptero do Grupo Tático Aéreo (GTA).

Segundo denúncia da promotora de Justiça Camila Gaspar, o esquema criminoso envolvendo os policiais e o advogado funcionava da seguinte forma: pessoas eram presas injustamente sem que houvesse provas de que as mesmas teriam cometido algum tipo de crime. A partir de então, Eric conversava com o “detido” garantindo a ele que se pagasse determinada quantia ao delegado Thiago Fillipin seria liberado sem maiores transtornos.

Os cinco acusados são investigados pelo Ministério Público desde o ano passado.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.