Davi Bugarin: Namorada presta depoimento e caso segue em investigação

 

 

Jovem foi alvejado com um tiro após luta corporal com o sogro.

 

Ingrid Raiane Silva prestou depoimento, na última segunda-feira (19), à Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP) que investiga o caso da morte de Davi Bugarin. De acordo com informações, ela era namorada da vítima e alegou ter sido ameaçada por ele. Outras testemunhas também foram ouvidas e outras ainda devem ser interrogadas. O caso segue em investigação.

Segundo o depoimento, Ingrid teria ainda sofrido agressões físicas. Ela também confirmou a versão do pai, Coronel Walber Pestana, que confessou atirar contra Davi logo após ter presenciado a filha sendo agredida pelo namorado.

Na última sexta-feira (16), Walber Pestana se apresentou à polícia, prestou depoimento e entregou a arma usada na ação, em seguida foi liberado já que não havia flagrante contra ele.

Entenda o caso

Um coronel reformado da Polícia Militar do Estado do Maranhão é o principal suspeito de ter matado a tiros o namorado da filha, identificado como Davi Bugarin.

O policial aposentado, identificado como Walber Pestana da Silva de 62 anos, teria presenciado a filha sendo agredida pelo namorado quando decidiu reagir, disparando contra ele. O jovem foi alvejado com um tiro após luta corporal com o coronel, que ainda chegou a prestar socorro à vítima. Davi  foi levado ao Hospital Djalma Marques (Socorrão I), mas não resistiu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: ma10

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.