Cúpula da SPTC participa de Congresso Nacional de Criminalística em Florianópolis/SC

Peritos maranhenses participam desde a última segunda-feira (02), do Congresso Nacional de Criminalística (CNC), na cidade de Florianópolis – SC. O congresso, que tem representantes dos 26 estados e Distrito Federal, conta, ainda, com a participação de palestrantes nacionais e internacionais. O evento coincide, também, com a reunião do Conselho Nacional de Perícia Criminal. O Congresso Nacional de Criminalística tem as atividades encerradas nesta sexta-feira (6).

Participa do encontro, o Superintendente de Polícia Técnico Científica da Polícia Civil do Maranhão, Dr. Miguel Alves; a Drª. Érica Brito, Presidente da APOTEC/MA e outros Peritos Criminais do Maranhão. O Congresso Nacional de Criminalística (CNC) é o evento mais tradicional da Perícia Criminal e Ciências Forenses da América Latina.

Cúpula da SPTC participa de Congresso Nacional de Criminalística em Florianópolis/SC. (Foto: Divulgação)

Cúpula da SPTC participa de Congresso Nacional de Criminalística em Florianópolis/SC. (Foto: Divulgação)

Um dos focos do Congresso e da reunião do Conselho Nacional de Perícia Criminal, é a discussão administrativa dos órgãos periciais, no sentido de elevar cada vez mais a qualidade da perícia criminal. Participam também do encontro, o presidente da Associação Brasileira de Criminalística, Dr. Bruno Teles; o Diretor Geral em exercício do Instituto Geral de Perícias de Santa Catarina, Dr. Rodrigo Tasso; o governador em exercício de Santa Catarina, Dr Eduardo Pinho Moreira; além de Peritos Oficiais de Natureza Criminal de todo o Brasil e de diversos países da América e da Europa.

VII Congresso Nacional de Criminalística 

Tanto o Congresso Nacional de Criminalística, como a reunião do Conselho Nacional de Perícia Criminal ocorrem no Centro de Eventos Governador Luiz Henrique da Silveira, na cidade de Florianópolis – SC. Na programação, conferências, mesas redondas e atividades científicas do evento, abrangendo sete áreas temáticas e oferecendo oportunidades de atualização, divulgação, networking, experiências, informação e aprendizado.

O Congresso Nacional de Criminalística apresentará palestrantes nacionais e internacionais. Dentre a grade a ser ministrada pelos palestrantes, durante o Congresso Nacional de Criminalística estão: Química e Toxicologia Forenses; Diagnóstico Diferencial em Locais de Crimes Contra a Pessoa – Ênfase para Mortes por Arma de Fogo, Armas Brancas; Balística Forense; Uso de Análises Isotópicas na Perícia Ambiental; Gestão e Inovação Forense.

Presente no evento, o Superintendente da SPTV, Miguel Alves destacou a importância da participação nas atividades. “A participação na reunião de Dirigentes Gerais é de extrema importância, pois aí, além da integração entre os estados, há uma troca das melhores práticas administrativas adotadas em determinada unidade, que pode servir de modelo ou ser implementada integralmente em outras unidades”.

“Através do Conselho, também são elaboradas sugestões para encaminhamento à SENASP, visando o aprimoramento das ações voltadas para a Perícia Oficial de Natureza Criminal, a nível nacional. Dessa vez, ainda foram promovidas alterações no Estatuto que rege o Conselho Nacional de Perícia Criminal – CNPC. Concomitantemente, houve a Feira de equipamentos aplicados à Perícia Forense, onde se teve contato com as novas tecnologias que podem ser utilizadas na realização de exames periciais”, concluiu Miguel Alves.

Investimentos

O Maranhão vem investindo continuamente na aquisição de equipamentos para dotar os Institutos de instrumentos que viabilizem os trabalhos dos peritos oficiais. “Ao participarmos desse evento tivemos certeza de que estamos no mesmo patamar dos demais estados. O Congresso Nacional de Criminalística permite aos Peritos Oficiais a qualificação necessária para a aplicação das Ciências Forenses no desempenho das suas atividades periciais”, considerou o superintendente da SPTC.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fonte: governo do estado

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.