Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas reúne rede de enfrentamento para ações em 2018

 

 

Reunir a experiência, a articulação e força de diversas entidades e instituições para o enfrentamento das drogas no Maranhão é a principal estratégia do Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas para 2018. O colegiado, que faz parte da estrutura da Secretaria de Estado da Saúde (SES), começou a planejar suas ações para o ano. A proposta é atuar de forma integrada para solucionar o problema de saúde pública.

A primeira reunião do conselho deste ano aconteceu na última sexta-feira (12), no auditório da Secretaria Adjunta de Atenção Primária e Vigilância em Saúde. O foco foi discutir a criação de uma cultura de paz e sem drogas no ambiente escolar. Segundo o presidente do Conselho, e também secretário adjunto da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde da SES, Marcelo Rosa, ações desenvolvidas de forma isolada não têm a abrangência que deveriam ter se realizadas em equipe.

“Vamos planejar todas as ações, cada uma contribuindo com sua experiência, com aquilo que já se exerce de forma brilhante. Juntos, podemos ter uma amplitude social gigantesca. Vamos formar uma agenda conjunta e avançar de forma muito firme contra o tráfico e o crime organizado, principalmente no trabalho de saúde mental e prevenção, diminuindo o acesso das crianças às drogas e trabalhando cada vez mais para que as pessoas usuárias sejam tratadas e os danos sejam reduzidos”, disse.

Marcos Pacheco, secretário de Estado de Políticas Públicas, destacou que o conselho estadual e o Fórum de Políticas Públicas sobre Drogas estão liderando um grande movimento no estado, integrando forças e articulando diferentes esforços interinstitucionais, cujo principal foco é a prevenção do uso e abuso de drogas nas escolas e comunidades, sobretudo entre jovens e adolescentes.

“Atuando em várias frentes, articulados e integrados, estamos potencializando outras atividades que já são desenvolvidas por instituições como o Ministério Público, Polícia Militar, várias secretarias de Governo, além de várias entidades da sociedade civil organizada. Este encontro permitiu que vários encaminhamentos fossem definidos”, reforçou Marcos Pacheco.

Uma das metas é realizar audiências públicas nos 21 municípios de maior índice de violência no Maranhão, conforme o Mapa da Violência, além de fortalecer os conselhos escolares, já instituídos em mais de 360 escolas estaduais.

A reunião do Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas foi articulada em conjunto com o Fórum Estadual de Políticas Públicas, e contou com a participação de representantes das Secretarias Estaduais de Saúde, Políticas Públicas, Educação, Segurança Pública, Juventude; da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (SEMCAS); conselhos estaduais de Educação, Criança e Adolescente; dos conselhos municipais da Condição Feminina, da Juventude, de Assistência Social; de comunidades terapêuticas do Maranhão; conselheiros do Pacto Pela Paz, Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD), Cruz Vermelha do Brasil, Ministério Público e Câmara dos Deputados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  1. FONTE: GOVERNO DO ESTADO

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.