César Pires faz homenagem a João Evangelista

Em discurso na sessão desta quarta-feira (22), o deputado César Pires (DEM) fez uma homenagem ao ex-presidente da Assembleia Legislativa João Evangelista, falecido em maio. Ele destacou as ações desencadeadas na gestão daquela Mesa Diretora, da qual participou como primeiro secretário.

“Foram inúmeras as homenagens prestadas pelos meus pares aos deputados que não tiveram a felicidade ou não quiseram voltar a esta Casa, mas eu quero lembrar a memória de João Evangelista, pois sei que a morte é o distanciamento do presente e que qualquer um de nós que venha a ter a nossa vida no exercício deste Parlamento já, já será esquecido”, justificou ele.

César Pires lembrou ter convivido com João Evangelista como primeiro secretário e, em decorrência dos problemas de saúde que enfrentava, o então presidente da Assembleia lhe delegou algumas missões, entre elas a criação da Fundação Rádio e Televisão que permitirá a implantação da TV do Legislativo.

“Fico feliz quando o presidente Marcelo Tavares anuncia que já, já essa televisão vai funcionar. Recordo-me que foi grande a minha vontade de poder inaugurar ainda no meio do seu mandato, mas não foi possível. Mas fica, sem sombra de dúvida, o maior feito de materialização do seu mandato essa televisão, que vai permitir, ainda que com o plenário vazio, com a galeria às vezes cansada, que a sociedade em casa possa nos ver aqui, a professar a nossa fé e a nossa crença na democracia e no direito de liberdade”, enfatizou ele.

O deputado democrata destacou ainda que sob a presidência de João Evangelista pode materializar a criação da Escola do Legislativo. E citando como exemplo o setor de taquigrafia da Casa, disse que raros foram os funcionários que não tiveram a oportunidade de passar por aquela escola. “Realizamos um trabalho forte de revitalização dos saberes desta Casa”, complementou.

Em aparte, o deputado Joaquim Haickel (PMDB) disse que Evangelista, apesar das suas dificuldades políticas, foi um companheiro como poucos, deixando patente a força da tolerância, do respeito, de abrir mão de alguma coisa em nome de alguma coisa bem maior. “E Vossa Excelência como primeiro secretário fez realmente coisas muito importantes, não só a construção desse prédio, mas o aparelhamento dessas instituições, a Escola do Legislativo, a Biblioteca, os livros que foram impressos, a Fundação, a televisão que o presidente Marcelo com muito esforço deve inaugurar até o final desta legislatura”, acrescentou.

César Pires respondeu destacando Joaquim Haickel teve importante participação no processo que culminou com a sua participação na Mesa Diretora presidida por João Evangelista, e também na costura da sua indicação para a Secretaria de Estado da Educação. “Também sou extremamente grato a você e ia falar dessas gratidões para que todos pudessem ouvir. Tivemos momentos de distanciamento, mas vou sentir falta desse ir e vir”, declarou ele.

César Pires agradeceu também pela convivência com os deputados Pavão Filho (PDT), Fufuca Dantas, Joaquim Haickel e Helena Barros Heluy, que não estarão no plenário na próxima legislatura. “O que eu espero é que, no dia em que a televisão for inaugurada, alguém lembre que minhas mãos estiveram presentes e minhas ideias também para levar aquilo que a sociedade espera, que é a liberdade e a oportunidade de ter dentro das suas casas a participação de cada um de nós”, finalizou ele.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.