Caso da adolescente grávida, estuprada e espancada até a morte, repercute nas redes sociais

Ainda repergunte com maior intensidade nas redes sociais o caso da adolescente, Lorena Luiza Furtado, 16 anos, que foi drogada, estuprada e filmada por cerca de oito homens, em seguida morta com golpes de barras de ferro no rosto até ficar desfigurada e irreconhecível.

O episodio aconteceu no mês de maio de 2017, mas os restos mortais da adolescente somente foram encontrados na tarde de sexta-feira (09), neste ano deste, no município de São José de Ribamar.

Um dos estupradores confessou o crime e os oito comparsas já estão presos.

A policia corre atrás de outros que são suspeitos que estão foragidos, que segundo o blog de Luís Cardoso que  publicou a participação de apenas quatro bandidos.

Lorena estava em uma festa no “Mega Space”, na estrada de Ribamar, depois da balada, teria dormido na casa de uma de suas amigas. A vitima ainda teria ligado para a ex- sogra que estava na praia informando que iria buscar o filho de dois anos.

Após isso a jovem desapareceu, e depois de vários meses os familiares receberam informações de uma ossada foi encontrada na Vila Luis Fernando, em Ribamar e reconhecida às vestes pela mãe. Inicialmente três bandidos de uma facção foram presos e um deles confessou tudo.

Mauro Garcia

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.