Câmara solicita que SMTT cumpra lei do Uber em São Luís

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), e outros parlamentares receberam, nesta segunda-feira (21), representantes da categoria dos taxistas.
Nesta manhã, centenas de táxis bloquearam alguns pontos da capital ocasionando grandes transtornos para as pessoas que estavam se deslocar. Os profissionais protestaram, mais uma vez, contra o Uber, aplicativo de transporte privado de passageiros.
No encontro, o presidente e os demais vereadores decidiram encaminhar, ainda hoje, documento para a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte, comandada pelo engenheiro Canindé Barros, solicitando que o órgão, de fato, cumpra lei sancionada no primeiro semestre deste ano e que trata sobre o aplicativo.
Astro e os participantes do encontro firmaram compromisso de, já na quinta-feira, (24), reunirem-se para discutir um amplo projeto sobre o funcionamento do transporte particular de passageiros no município.
Os representantes dos taxistas faziam questão de enfatizar que se encontravam ali para pedir a intermediação de Astro de Ogum no assunto, enquanto reclamavam do que consideram um abuso o que vem acontecendo na prática com o funcionamento do aplicativo Uber descumprindo a lei aprovada na Câmara.
Foram enumerados para o presidente do Legislativo uma série de questões que estão afligindo a categoria dos taxistas, como o que consideram uma concorrência desleal, as dificuldades que os pais de família tem enfrentado para manterem trabalhando no dia a dia, bem como a fiscalização prometida pela SMTT, que teve início, mas não teve prosseguimento.
Antes de anunciar a decisão de estabelecer a relação com o Executivo, acerca do cumprimento da lei aprovada pelo Legislativo, Astro disse que “não tenho nenhuma amizade com Uber, e que tudo isso está acontecendo pelo exagero”.
A declaração foi ao encontro de uma questão abordada pelos taxistas que a cada dia aumenta o número de veículos com aplicativo, até os mesmos estarem utilizando a faixa destinada aos táxis.
Astro de Ogum destacou que todos devem agir com coerência, mas dentro do que determina o ordenamento da lei, e sobre o funcionamento do aplicativo ele observou que a Comissão de Justiça já aprovou a matéria, devendo a mesma agora partir para a apreciação em plenário.
“E por aqui vamos adotando as decisões que podemos, sempre agindo dentro do que disciplina o bom senso e a legislação”.
Participaram da reunião e manifestaram-se os vereadores Beto Castro (PROS), Bárbara Soeiro (PSC), Cézar Bombeiro (PSD), Edson Gaguinho (PHS)Genival Alves (PRTB) e Honorato Fernandes (PT), além do presidente do Sindicato dos Taxistas, Renato Medeiros, e representantes do Ligue Taxi, Comissão Fora Uber e outros.

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.