Câmara de vereadores concede título de cidadã de São Luís para Eliziane Gama

A sessão foi presidida pelo vereador Astro de Ogum (PR) e estavam presentes o vereador Chaguinhas, Ricardo Diniz (PCdoB), Manoel Rego (PP), Marlon Garcia (PTdoB), Nato (PRP), José Joaquim Guimarães (PSDB), Dr Gutemberg (PSDB) e Josué Pinheiro (PSDB). Alguns dos ausentes justificaram por ofício as razões que os deixaram fora do evento.

Participaram da sessão como convidados da parlamentar, além de seus familiares diretos, o secretário nacional do PPS, Claudio Aguiar, e o presidente regional da agremiação, Paulo Matos; o ex-juiz Marlon Reis, autor da proposta da Lei da Ficha Limpa, e Nelson Moraes Rego, juiz da vara da mulher da capital; pastor Luiz Carlos Porto, vice-prefeito de Imperatriz e ex-vice-governador do Maranhão (PPS), Claudio Azevedo, vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado, cuja entidade representou no ato.

Chaguinhas, ao usar a tribuna para justificar sua iniciativa, disse que a deputada, quando de sua passagem por dois mandatos na Assembleia Legislativa, retirou de debaixo do tapete daquele parlamento o tema pedofilia e expôs o assunto a debate público, por todo o Estado, através de uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Ele completou dizendo que a preocupação da deputada com os problemas das pessoas mais sofridas pôde constatar ao visitar sua residência. Para a entrega do título de cidadania, Astro de Ogum convidou todos os membros da mesa da Câmara, inclusive os convidados, e parabenizou, na oportunidade, a deputada Eliziane Gama.

ELOGIOS

Aberta a palavra, vários vereadores se pronunciaram. Marlon Garcia lembrou a trajetória política da deputada na Assembleia Legislativa, sua candidatura a prefeita de São Luís e sua eleição à Câmara Federal, em 2014. Ele concluiu que com esse gabarito ela está apta a ser prefeita da capital e elevar o Município. O seu colega Ricardo Diniz, por seu lado, frisou que o título homenageia o trabalho de Eliziane Gama e o vereador Nato ressaltou que a cidadania já chegou tarde, no que Manoel Rego concordou.

1dfe0b59-afb7-44d5-bc42-88eca2f30889O secretário nacional do PPS, Claudio Aguiar, disse que o presidente nacional de seu partido, Roberto Freire, não pôde comparecer ao evento porque está em Brasília acompanhando o desfecho do empeachment da presidente Dilma Roussef e destacou: “Este reconhecimento não é apenas a uma pessoa ilustre, mas a uma pessoa simples que honra a sua família e ainda tem muito a oferecer ao seu Estado”.

A deputada Eliziane Gama, ao usar da palavra, disse que o vereador Chaguinhas lhe deu um grande presente, o momento era emocionante e que o título lhe dava mais responsabilidade para com São Luís. Ela relatou as dificuldades que enfrentou na vida, ao lado de sua família de oito irmãos, cujo pai, pastor, mudava-se, não raro, de cidade para cidade. Lembrou que quando se refere às dificuldades das pessoas carentes disse que faz isso, não porque leu ou ouviu falar, mas porque já sentiu na pele em São Luís filas em hospitais públicos, em escolas do Estado, assim como nas necessidades de mobilidade urbana.

”Quero, nesta oportunidade, renovar meu compromisso de continuar na vida pública trabalhando na defesa das crianças, das mulheres, do idoso, enfim, das pessoas que precisam de ajuda”, finalizou.

Eliziane é filha do casal Domingos Newton Gama e Dalvina de Jesus Pereira e nasceu no município maranhense Monção, na povoação Araguanã, emancipada em 1996. No início da adolescência, ela foi encaminhada pelos pais para estudar em São Luís, onde fixou residência definitivamente.

A deputada é formada em jornalismo pela UFMA e começou sua vida profissional aos 18 anos na rádio FM Esperança.  Ela foi deputada estadual por dois mandatos na Assembleia Legislativa do Maranhão, onde se destacou pelo trabalho em defesa da infância, da juventude, da mulher e do idoso. Em 2014, Eliziane foi eleita deputada federal pelo PPS, sendo a mais votada no pleito:

 

Textos Davimax

Foto: Mauro Garcia

você pode gostar também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.